conecte-se conosco

Política Nacional

Caso Flordelis: filha admite participação em crime e revela assédios do pastor

Publicado


source
Filha biológica de Flordelis disse ter flagrado pastor se masturbando perto de sua cama:
Reprodução

Filha biológica de Flordelis disse ter flagrado pastor se masturbando perto de sua cama: “ia no meu quarto noite e dia”

Simone dos Santos, filha biológica da deputada federal Flordelis dos Santos, admitiu ter dado dinheiro para sua irmã, Marzy Teixeira , matar o pastor Anderson o Carmo. Ela alegou ter feito o pedido por desespero, uma vez que não aguentava mais as investidas sexuais por parte da vítima. As afirmações foram feitas nesta sexta-feira, na retomada dos interrogatórios dos acusados de envolvimento no assassinato após o recesso do Judiciário.

Simone alegou que não elaborou um plano para matar o pastor, mas apenas deu R$ 5 mil para Marzy lhe ajudar. Segundo a filha de Flordelis , depois que ela foi diagnosticada com câncer, em 2012, tiveram início as investidas da vítima.

“Ele sempre demonstrou (interesse), mas começou a dar a entender em 2012, quando ele começou a pagar meu tratamento. Ele falava para eu olhar para ele com carinho. Disse que se eu não andasse na cartilha dele, ele não pagaria meu tratamento”, afirmou Simone .

A filha de Flordelis alegou ainda que chegou a flagrar Anderson se masturbando no pé de sua cama. Ela relatou também que o pastor subia em seu quarto “de manhã e de noite”.

Apesar de ter admitido ter dado dinheiro para Marzy matar Anderson, Simone alegou não saber se a irmã contratou alguém para cometer o crime: “dei R$ 5 mil para Marzy, disse que não aguentava mais. Pedi para ela me ajudar. Disse que estava passando por maus momentos . Não havia um plano. Só estava desesperada. Todos os dias ele subia no meu quarto de manhã e à noite. Mas eu nem acreditava que ela (Marzy) teria coragem de fazer isso de fato. Entreguei a ela o dinheiro e depois não soube de mais nada”.

Leia mais:  Ex-mulher de Bolsonaro comprou imóvel por valor 65% menor do que o fixado

Questionada pela juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, Simone negou que sua mãe soubesse de sua intenção de matar o pastor. Ela também disse que não teve coragem de contar a mãe sobre as investidas do pastor.

“Ele sempre teve segundas, terceiras e quartas intenções comigo. Não tive coragem de contar para a minha mãe. Ela era cega, apaixonada por ele”, afirmou.

Você viu?

Simone afirma que não estava em casa na noite do crime e negou participação nas tentativas de homicídio contra Anderson. Ela admitiu, no entanto, ter sido a responsável por jogar no mar os celulares da vítima, de Flordelis e de Flávio dos Santos , filho da deputada acusado de ter atirado em Anderson. Ela está presa desde agosto do ano passado, acusada de envolvimento na morte de Anderson.

Testemunhas do processo já relataram que Simone e Anderson foram namorados antes do pastor começar a se relacionar com Flordelis . Mãe de Anderson, Maria Edna do Carmo , relatou ainda em seu depoimento à Polícia Civil, em junho de 2019, ter ficado sabendo de boatos de que Anderson e Simone estavam tendo um caso amoroso. Apesar dos relatos, Simone negou que tenha sido namorada de Anderson .

Leia mais:  Bolsonaro diz que Doria "só não quebrou" São Paulo por causa da ajuda do governo

Filha afetiva pediu para irmão matar pastor

Antes de Simone , Marzy, filha afetiva de Flordelis, prestou depoimento. Ela não relatou qualquer envolvimento de Simone na trama ou pedido dela para matar o pastor Anderson do Carmo. Questionada se o relacionamento de Simone com Anderson era bom, ela chegou a dizer que sim. Mas confrontada com a juíza sobre seu depoimento anterior na delegacia, quando afirmou não haver um bom relacionamento entre ambos, Marzy voltou atrás.

Marzy admitiu, apenas, ter pedido a seu irmão, Lucas dos Santos , para matar Anderson. Ela afirmou que ofereceu R$ 5 mil ao rapaz , além dos relógios de Anderson. A filha afetiva da deputada disse ainda que a morte do pastor era um desejo seu.

Questionada pela juíza se havia pedido a quantia para a mãe, Marzy negou e disse que o dinheiro estaria na mochila de Anderson . O pastor costumava levar consigo valores em espécie. Em nenhum momento, a filha afetiva de Flordelis mencionou que Simone havia lhe dado dinheiro.

Em seu depoimento na delegacia, dias após a morte de Anderson, Marzy já tinha admito ter feito a proposta para Lucas . O próprio rapaz também já havia relatado ter recebido o pedido. Marzy nega que Lucas tenha aceitado a proposta. Segundo ela, o rapaz afirmou que só aceitaria a proposta se Flordelis soubesse do plano .

Marzy negou que, num primeiro momento, a mãe soubesse de seu plano. Ela alega que apenas depois de ter feito a proposta acabou assumindo para a mãe que desejava matar Anderson: “ela ficou doida, quase apanhei”.

Flordelis , em seu interrogatório, contou outra versão. A deputada alegou ter ficado sabendo da proposta de Marzy por Lucas . O próprio rapaz, em seu depoimento, também confirmou que ele foi o responsável por contar a mãe sobre o pedido de Marzy .

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Ciro Gomes pede impeachment de  Bolsonaro: “condena população à morte”

Publicado


source
Ciro Gomes falou sobre a pandemia e pediu o impeachment de Jair Bolsonaro em suas redes sociais
Reprodução: iG Minas Gerais

Ciro Gomes falou sobre a pandemia e pediu o impeachment de Jair Bolsonaro em suas redes sociais

O ex-candidato à presidência da República, Ciro Gomes (PDT) , comentou nesta sexta-feira (26) sobre a atuação de Bolsonaro na pandemia em um momento que o sistema de saúde tem entrado em colapso em diversas cidades . Ele voltou a pedir o impeachment do presidente.

“Mais uma vez me dirijo ao que resta de decência do Congresso Nacional: manter Bolsonaro como presidente é manter nosso povo acuado, sem emprego, sem renda, sem comida e condenado à morte!”, disse em sua conta no Twitter.

Ciro afirmou que a rejeição de Bolsonaro às medidas de contenção à Covid-19 e a promoção de aglomerações é “criminosa”. 

Leia mais:  EUA, Japão, China…Bolsonaro terá agenda de viagens intensa a partir de março

“O Brasil está muito próximo de viver uma tragédia assustadora! Governadores e prefeitos estão tentando proteger a população com medidas restritivas, como toque de recolher e lockdown”, defendeu. “E Bolsonaro, CRIMINOSAMENTE, promove aglomerações em municípios com graves índices de Covid-19”, completou. 

“Bolsonaro está condenando a população brasileira a assistir ainda mais mortes. Repito: o que está projetado para os próximos dias é terrível. É o colapso do sistema de saúde!” 

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Onyx Lorenzoni é exonerado da Secretaria-Geral da Presidência; entenda

Publicado


source
Onyx Lorenzoni teria deixado a pasta temporariamente e
José Dias/PR

Onyx Lorenzoni teria deixado a pasta temporariamente e “a pedido”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou nesta sexta-feira (26) no Diário Oficial da União (DOU) a exoneração de Onyx Lorenzoni do cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência. 

Consta no DOU que a exoneração ocorreu “a pedido”. Segundo a Secretaria-Geral da Presidência, o ministro teria deixado o cargo “para tratar de emendas do orçamento no Congresso Nacional”, e retornar no dia 2 de março.

Onyx foi o quarto Secretário-Geral da Presidência durante o governo Bolsonaro; antes dele, a pasta foi dirigida pelo já falecido Gustavo Bebianno; por Floriano Peixoto; e por Jorge Oliveira.

Comentários Facebook
Leia mais:  Prefeita de Palmas se reelege com 25,6% de votos: 'não é legítimo', diz analista
Continue lendo

Política Nacional

Mensagens mostram que Moro consultou procurador da Lava Jato enquanto ministro

Publicado


source
Sergio Moro
O Antagonista

Sergio Moro

Mensagens obtidas através da Operação Spoofing mostram que no início de 2019, já atuando como ministro no governo Bolsonaro, Sergio Moro  manteve contato com a força-tarefa da Lava Jato. As informações são da CNN.

No diálogo datado em 20 de janeiro de 2019, Moro entra em contato com Deltan Dallagnol , que na época era coordenador da Operação via Telegram (aplicativo de mensagens), pedindo que ele enviasse uma lista de países que não haviam assinado acordo de cooperação internacional de investigação.

Confira o diálogo:

Dialogo entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol
Reprodução CNN Brasil

Dialogo entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol


Moro emitiu nota em sua defesa alegando que “as referidas mensagens, se verdadeiras, teriam sido obtidas por meios criminosos, por hackers, de celulares de Procuradores da República, sendo, portanto, de se lamentar a sua utilização para qualquer propósito, ignorando a origem ilícita.”

No início desta semana, uma nova leva de mensagens apresentada pela defesa do ex-presidente Lula mostra dois procuradores da Lava Jato comentando sobre uma ação de uma  delegada da Polícia Federal que forjou um depoimento, e ao invés de denunciarem, ajudaram a acobertar a ação.

Comentários Facebook
Continue lendo

R$ 156,72

Peixoto de Azevedo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Política Nacional

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - REDE CENTRO NORTE DE COMUNICAÇÃO LTDA-ME - CNPJ: 34.052.986/0001-65 | Peixoto de Azevedo - MT
Desenvolvido por InfocoWeb - 66 9.99774262