conecte-se conosco


Sem categoria

Cultura abre vagas para oficinas culturais de canto, hip-hop e sopro

Publicado

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde informa que estão abertas vagas para as oficinas culturais de canto, sopro (trompete, trombone e tuba) e hip-hop. Os interessados devem se inscrever na sede da Secretaria de Cultura e Turismo.

A oficina de canto é destinada para crianças e adolescentes de 8 a 16 anos. Os dias e horários das aulas ainda estão sendo definidos.

Para a oficina de sopro (trompete, trombone e tuba), podem participar crianças e adolescentes dos 10 aos 16 anos. As aulas serão realizadas nas terças e quintas, nos turnos matutino e vespertino.

Já as aulas de hip-hop são voltadas para o público dos 7 aos 16 anos e serão oferecidas nas terças e quintas, em três horários:

    • 11 a 16 anos: 7h às 8h20
    • 7 a 10 anos: 8h20 às 9h50
    • 11 a 16 anos: 17h30 às 19h

As aulas terão início no dia 11 de agosto. As inscrições devem ser feitas na sede da Secretaria de Cultura e Turismo, que fica localizada na Avenida São Paulo, nº 363 E, bairro Cidade Nova e funciona de segunda a sexta, das 7h às 11h e das 13h às 17h. Dúvidas e informações podem ser tiradas através do telefone (65) 3548-2549.

Leia mais:  Saúde Municipal e Estadual discutem abertura de atendimento especializado para casos de Infecção Sexualmente Transmissível

O período de rematrícula e cadastro reserva para as outras oficinas continua.Vale lembrar que estão abertas, até a próxima quinta-feira (04), as inscrições para o Corpo Coreográfico da Banda Musical de Lucas do Rio Verde. Para participar do processo seletivo, as meninas devem ter entre 12 a 16 anos de idade.

Para inscrição as oficinas e para o Corpo Coreográfico, os documentos necessários são:

• Preenchimento de ficha cadastral no local
• Cópia dos documentos pessoais do aluno
• Cópia do comprovante de residência atualizado
• Comprovante de escolaridade do aluno (ano atual)
• Cópia dos documentos do responsável

Fonte: Prefeitura de Lucas do Rio Verde – MT

Comentários Facebook
publicidade

Sem categoria

Assistência Social realiza encontro sobre violência doméstica com merendeiras escolares

Publicado

Diante o tema “Dialogando entre Mulheres”, a Secretaria de Assistência Social e Habitação reuniu um grupo de merendeiras da rede municipal de educação de Lucas do Rio Verde para uma tarde de conversa sobre a campanha Agosto Lilás, mês de conscientização e enfrentamento a violência doméstica.

O evento iniciou com uma ginástica laboral, em parceria com a Secretaria de Esporte e Lazer. Janice Ribeiro, secretária de Assistência Social e Habitação, explica que o momento proporcionou conhecê-las melhor. “São nessas ocasiões que histórias são contadas. Muitas mulheres viveram algum tipo de violência doméstica e nossa intenção é realizar mais encontros acolhedores para que elas se sintam abraçadas e valorizadas”, refletiu a secretária.

As participantes se sentiram confortáveis com o encontro, que também contou com a presença da Patrulha Maria da Penha, representada pela Guarda Civil Municipal Tatiane Bento, a psicóloga do Cras Lais Marinheiro Seixas e a Assistente Social do Cras Daniely Hurtado de Arruda. Depoimentos emocionantes foram compartilhados, como o da merendeira da Escola Menino Deus, Celita Rosa Campagnoli. “Nós, mulheres, às vezes, ficamos muito isoladas em casa, saindo apenas para trabalhar. Esse momento de conversa me fez ter vontade de contar uma parte triste da minha vida, que já virou passado”, desabafou Celita, vítima de violência doméstica.

Leia mais:  Cultura, Planejamento e Sebrae tratam sobre o potencial turístico de Lucas do Rio Verde

“Meu ex-marido, que já morreu por consequência do abuso de bebidas alcoólicas, me trancava em casa e me batia. Eu não denunciava e não tinha coragem de contar para amigas e familiares por vergonha, além da questão cultural, de se manter casada”, desabafa Celita.

Hoje essa história virou uma página virada e segue sendo superada pela merendeira. “Eu aprendi que tudo que eu passei me fez tornar uma pessoa forte, uma mulher guerreira. Não é qualquer coisa que me derruba. Talvez eu pudesse ser uma pessoa frágil, uma pessoa fraca, mas com todo sofrimento eu aprendi a lutar, a ser feliz. Eu não sou o que ele me falava, eu sou linda e maravilhosa”, exaltou.

Celita aproveitou e deixou um recado. “Para as pessoas que estão passando por algum tipo de violência doméstica, busquem ajuda, ao menos se abrir e não ter medo de julgamentos. E se você for a pessoa que está ouvindo a situação, não aponte o dedo, não critique. Apenas ouça. É tudo que precisamos, sermos ouvidas”.

Leia mais:  Gestão Miguel Vaz comemora aniversário de Lucas do Rio Verde com entregas de obras

Denuncie
Para denunciar e buscar ajuda às vítimas de violência contra mulheres, ligue 180. A Central de Atendimento à Mulher é um serviço atualmente oferecido pela Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Em Lucas do Rio Verde há o Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e à Mulher, que é de responsabilidade da Polícia Judiciária Civil e conta com a Secretaria de Assistência Social e Habitação por meio de equipe responsável no apoio psicológico às vítimas. O Núcleo está localizado na Delegacia, pelo endereço: Av. Pará, nº 219 E, bairro Cidade Nova.

Fonte: Prefeitura de Lucas do Rio Verde – MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Sem categoria

Prefeitura abre novas vagas para a Brigada Municipal Mista em Lucas do Rio Verde

Publicado

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria de Segurança Pública, em parceria com a 13º Companhia Independente de Bombeiro Militar, abriu novas vagas para a Brigada Municipal Mista (BMM). Nessa nova etapa, serão contratados mais dois brigadistas e os demais aprovados ficarão no cadastro reserva.

Os novos contratados vão trabalhar junto aos quatro brigadistas já atuantes no auxílio aos militares no combate aos incêndios florestais durante o período de seca.

Os interessados em integrar a Brigada podem se inscrever de 09 a 15 de agosto, por meio do formulário disponível online pelo link: https://eventos.lucasdorioverde.mt.gov.br/portal/evento?id=9ABLV4SFHJ7ETNQKG1RD

Os participantes inscritos passarão por treinamento com o Corpo de Bombeiros, sendo contratados dois integrantes aprovados do grupo para atuarem na brigada. São três dias de curso de formação, de 17 a 19 de agosto, com a apresentação dos inscritos às 6h do primeiro dia, no quartel da corporação.

Requisitos para inscrição:  
– Homens e mulheres, maiores de 18 anos;
– Ter boa condição física e de saúde, devendo apresentar atestado médico no primeiro dia do treinamento;
– Ensino Fundamental completo.

Leia mais:  Prefeitura de Lucas do Rio Verde fará licitação para transporte intermunicipal de calcário

O trabalho dos brigadistas desta nova etapa começa ainda em agosto e segue até 30 de outubro, com a possibilidade de ser prorrogado caso o período de estiagem se prolongue. O regime semanal é de 40 horas de trabalho e a remuneração mensal é de R$ 1.952.

Conforme descrito na Lei nº 3.369/2022, o intuito da Brigada Municipal Mista é prevenir, controlar, proteger e combater os incêndios florestais, incêndios em terrenos urbanos e queimadas no município.
 

Fonte: Prefeitura de Lucas do Rio Verde – MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Sem categoria

Secretária Janice Ribeiro realiza encontro sobre violência doméstica com merendeiras escolares

Publicado

Diante o tema “Dialogando entre Mulheres”, a Secretaria de Assistência Social e Habitação reuniu um grupo de merendeiras da rede municipal de educação de Lucas do Rio Verde para uma tarde de conversa sobre a campanha Agosto Lilás, mês de conscientização e enfrentamento a violência doméstica.

O evento iniciou com uma ginástica laboral, em parceria com a Secretaria de Esporte e Lazer. Janice Ribeiro, secretária de Assistência Social e Habitação, explica que o momento proporcionou conhecê-las melhor. “São nessas ocasiões que histórias são contadas. Muitas mulheres viveram algum tipo de violência doméstica e nossa intenção é realizar mais encontros acolhedores para que elas se sintam abraçadas e valorizadas”, refletiu a secretária.

As participantes se sentiram confortáveis com o encontro, que também contou com a presença da Patrulha Maria da Penha, representada pela Guarda Civil Municipal Tatiane Bento, a psicóloga do Cras Lais Marinheiro Seixas e a Assistente Social do Cras Daniely Hurtado de Arruda. Depoimentos emocionantes foram compartilhados, como o da merendeira da Escola Menino Deus, Celita Rosa Campagnoli. “Nós, mulheres, às vezes, ficamos muito isoladas em casa, saindo apenas para trabalhar. Esse momento de conversa me fez ter vontade de contar uma parte triste da minha vida, que já virou passado”, desabafou Celita, vítima de violência doméstica.

Leia mais:  Após dois anos, grande público prestigia abertura da Expolucas 2022

“Meu ex-marido, que já morreu por consequência do abuso de bebidas alcoólicas, me trancava em casa e me batia. Eu não denunciava e não tinha coragem de contar para amigas e familiares por vergonha, além da questão cultural, de se manter casada”, desabafa Celita.

Hoje essa história virou uma página virada e segue sendo superada pela merendeira. “Eu aprendi que tudo que eu passei me fez tornar uma pessoa forte, uma mulher guerreira. Não é qualquer coisa que me derruba. Talvez eu pudesse ser uma pessoa frágil, uma pessoa fraca, mas com todo sofrimento eu aprendi a lutar, a ser feliz. Eu não sou o que ele me falava, eu sou linda e maravilhosa”, exaltou.

Celita aproveitou e deixou um recado. “Para as pessoas que estão passando por algum tipo de violência doméstica, busquem ajuda, ao menos se abrir e não ter medo de julgamentos. E se você for a pessoa que está ouvindo a situação, não aponte o dedo, não critique. Apenas ouça. É tudo que precisamos, sermos ouvidas”.

Leia mais:  Gestão lança licitação para construção do novo Laboratório Municipal

Denuncie
Para denunciar e buscar ajuda às vítimas de violência contra mulheres, ligue 180. A Central de Atendimento à Mulher é um serviço atualmente oferecido pela Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Em Lucas do Rio Verde há o Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e à Mulher, que é de responsabilidade da Polícia Judiciária Civil e conta com a Secretaria de Assistência Social e Habitação por meio de equipe responsável no apoio psicológico às vítimas. O Núcleo está localizado na Delegacia, pelo endereço: Av. Pará, nº 219 E, bairro Cidade Nova.

Fonte: Prefeitura de Lucas do Rio Verde – MT

Comentários Facebook
Continue lendo

BRABINHO OURO INFORMA

R$ 308,54

Peixoto de Azevedo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Política Nacional

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - REDE CENTRO NORTE DE COMUNICAÇÃO LTDA-ME - CNPJ: 34.052.986/0001-65 | Peixoto de Azevedo - MT
Desenvolvido por InfocoWeb - 66 9.99774262