conecte-se conosco


Carros e Motos

Honda Civic Type R que virá ao Brasil terá motor de 326 cv

Publicado


Honda Civic Type-R 2023 terá 326 cv, segundo um suposto catálogo oficial da Honda.
Divulgação

Honda Civic Type-R 2023 terá 326 cv, segundo um suposto catálogo oficial da Honda.

Uma foto supostamente de um folheto de produto para o próximo Civic Type R 2023 da Honda vazou online e sugere que o novo hot hatch produzirá 326 cv de potência aliados ao torque de 42,82 kgfm.

O material foi compartilhado com o site  Tire Meets Road por uma fonte não identificada, portanto, é difícil saber com certeza a legitimidade do folheto, mas alguns clientes japoneses que teriam reservado o modelo teriam confirmado que o esportivo teria mais 10 cv de potência e 2,07 kgfm em relação aos modelos atuais.

Ainda de acordo com o suposto catálogo de apresentação do Type R 2023 afirma que a potência máxima será alcançada a partir das  6.500 rpm , enquanto o torque máximo estará disponível entre 2.600 e 4.000 rpm.

Leia mais:  Mercedes lança nova geração do GLC, apenas com motores híbridos

Apesar de prometer que a próxima geração do Civic Type R será mais rápido em qualquer pista do que o modelo anterior, a Honda continua fazendo suspense quando se trata de revelar detalhes sobre o novo e altamente antecipado hot hatch.

A saber, embora tenha prometido que esta geração será mais poderosa que o modelo de saída, ainda não revelou oficialmente o quanto mais poderoso. Tal como acontece com a potência do motor, a Honda também manteve a sete achaves detalhes sobre a engenharia do chassi do novo veículo.

A montadora disse, no entanto, que a carroceria do novo Civic Type R é ‘leve e altamente rígida’ e que a sensação de direção será aumentada por ‘suspensão aprimorada e desempenho de direção’. O hot hatch já conquistou um recorde de volta FWD no famoso circuito de Suzuka, no Japão.

A Honda lançou mundialmente, na segunda quizena de julho a nova geração do Civic Type-R cuja fabricante já havia antecipado que, pela primeira vez, um modelo da linha Type-R será vendido no Brasil.

Quanto aos detalhes técnicos da motorização e desempenho sobre o hot hatch provavelmente serão divulgados mais perto da data de venda do modelo, previstos para acontecer no final de 2022.

Leia mais:  Será que os condomínios têm estrutura para carros elétricos no Brasil?

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Criadora do Buggy original, Meyers Manx apresenta versão elétrica

Publicado

Meyers Manx 2.0 Electric não traz mais estrutura de Fusca e pode acelerar de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos
Divulgação

Meyers Manx 2.0 Electric não traz mais estrutura de Fusca e pode acelerar de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos

A conversão de veículos clássicos para a mobilidade elétrica ainda é cercada de controvérsia, há apoiadores, que defendem que em alguns casos é a única forma de manter esses veículos rodando, enquanto há quem acredite que descaracteriza o carro.

O Meyers Manx 2.0 Electric é uma releitura do Buggy original da década de 60, mas alinhado às novas demandas por um veículo elétrico.

O modelo é desenhado por Freeman Thomas, que também foi responsável pelo buggy original , e apresenta visual muito similar ao modelo da década de 60.

Originalmente, o Dune Buggy era fabricado a partir do chassis de Volkswagen Fusca , com uma carroceria de fibra de vidro, mas a releitura não tem nenhuma conexão com a empresa alemã. Além disso, a Meyer Manx não revelou detalhes do material utilizado na fabricação da carroceria.

Leia mais:  Mercedes lança nova geração do GLC, apenas com motores híbridos

O que se sabe é que o buggy será equipado com baterias de 20 ou 40 kWh, suficientes para autonomias de 241 e 483 km respectivamente. A motorização dependerá do pacote de baterias. A opção de 40 kWh oferece dois motores elétricos posicionados na traseira do veículo, suficientes para ir de 0 a 100 km/h 4,5 segundos.

O Buggy original tem como principal característica o baixo peso , e na nova versão não é diferente, irá pesar entre 680 e 750 kg, dependendo do tamanho das baterias, que são o que mais acrescenta peso em veículos elétricos.

A potência máxima será de 204 cv e o torque de 33,14 kgfm será entregue de forma instantânea, com baterias de 20 kWh a potência e torque serão menores.

O modelo contará com freios a disco nas quatro rodas, freio de estacionamento elétrico, direção elétrica, limpador de parabrisa e até freios regenerativos, para recarregar as baterias.

A Meyer Manx ainda afirma que irá disponibilizar atualizações para o modelo, e serão baseadas nas demandas, sugestões e reclamações que os primeiros compradores do modelo terão feito para a companhia.

Leia mais:  Nova gasolina aditivada melhora economia e vida útil do motor

A produção está programada para iniciar em 2023, com 50 modelos sendo fabricados por ano, e a partir daí aumentar a capacidade produtiva em 2024.

Os preços do novo modelo elétrico não foram revelados, mas o modelo estará exposto no Monterey Car Week, que acontece no fim de agosto na Califórnia (EUA), e estará disponível para reservas no evento.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Onze marcas da Abeifa iniciam 2º semestre com vendas em queda

Publicado


As 1.401 unidades importadas associadas à entidade responderam por apenas 0,82% do mercado no Brasil
Divulgação

As 1.401 unidades importadas associadas à entidade responderam por apenas 0,82% do mercado no Brasil

As onze marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 3.726 unidades (1.401 importadas e 2.325 nacionais), anotaram em julho último queda em suas vendas de 14,2% ante junho de 2022.

Segundo a entidade, isso representa a comercialização de 4.345 unidades no mês de julho deste ano. Comparado ao mesmo período do ano de 2021, a redução é de 49,6%: 3.726 unidades contra 7.397 veículos.

 Na importação, foram 1.401 vendas (+13,9% ante as 1.230 unidades de junho de 2022 e redução de 45,2% ante julho de 2021); e na produção nacional – com 2.325 (-25,4% ante as 3.115 do mês anterior e redução de -52% em relação a julho de 2021 (4.842).

Leia mais:  Chevrolet Onix chega com novidades ao festival do Lollapalooza Brasil

 Com esse desempenho de julho, as marcas anotaram no acumulado do ano 32.294 unidades licenciadas, 22,9% inferior às vendas dos sete primeiros meses do ano passado. Se considerado o acumulado de janeiro a julho, as associadas à Abeifa respondem por  3,16%: 32.294 unidades ante o mercado interno brasileiro de 1.020.245 veículos.

Quanto às participações, em julho último, com 3.726 unidades licenciadas (importados + produção nacional), as marcas associadas responderam por apenas 2,2% do mercado total de autos e comerciais leves ( 169.093 unidades ).

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

VW terá novo Polo até o fim do ano com faróis de LED em toda linha

Publicado

VW Polo GTS com faróis  matriciais, da linha 2023, ainda aparece disfarçado antes da estreia nos próximos meses
Divulgação

VW Polo GTS com faróis matriciais, da linha 2023, ainda aparece disfarçado antes da estreia nos próximos meses

A VW reúne a imprensa para mostrar os faróis da nova linha do Polo, que vai chegar até o fim do ano ao Brasil, conforme confirmou a própria fabricante. Todas as versões do compacto passarão a ter LED nos faróis e a topo de linha GTS terá os do tipo matriciais, importados e que funcionam com ajuda de câmeras e sensores.

De acordo com a Volkswagen, o conjunto H7 do novo VW Polo , composto por farol alto, baixo e sinalização diurna totalmente em LED, trará, principalmente, qualidade de iluminação , podendo alcançar um fluxo luminoso de mais de 700 lumens (quantidade de luz irradiada) de intensidade – aumento de mais de 50% comparado ao halógeno -, e mais de 130 metros de distância, alcance 85% maior na comparação

Durante a apresentação dos faróis do novo VW Polo , porém, não se falou sobre lanternas traseiras. Então, ainda não ficou claro se todo o conjunto ótico do carro terá LED . De qualquer forma, será um bom avanço, ainda mais levando em conta que a versão topo de linha será equipada com faróis matriciais , que serão importados, ao contrário dos que irão nas demais versões.

No caso da versão GTS , os faróis do novo VW Polo serão do tipo IQ. Light, com os dois canhões de luz aliados ao DRL (Daytime Running Light) duplo. O conjunto funciona com informações de câmeras atrás do retrovisor interno e do sensor embutido no emblema no para-choque dianteiro.

Com isso, é possível trabalhar o  farol alto de acordo com a detecção de veículos a frente ou no outro sentido, apagando e acendendo os diferentes trechos de LED do IQ. Light, sem ofuscar outros motoristas.

O sistema funciona quando o botão de acionamento do farol está na função “Auto”, explicou o Gerente Executivo de Desenvolvimento e Produto da VW do Brasil, André Drigo. Porém, caso seja necessário, é possível desativar o sistema passando para a posição de farol baixo e acionando o alto pela alavanca na coluna de direção, o que pode acontecer em algumas situações.

Segundo a VW, toda a gama de faróis de LED por sua eficiência e durabilidade, reduz em até 95% o consumo de energia e com durabilidade 25 vezes maior do que um conjunto halógeno convencional, além de uma redução de sete gramas no consumo de CO2 por ano e de cerca de 3% no consumo de combustível na comparação com os halógenos de lâmpadas incandescentes.

Leia mais:  Não existe almoço grátis

Por outro lado, a influência da tecnologia no preço médio do farol é de 70%, ante 3% dos modelos H4 e 8% dos H7, o que significa que é bem mais cara. Preferiram não dizer exatamente o quanto é o custo extra, apenas que fica mais que o dobro do encontrado nos modelos halógenos, que deverá continuar sendo empregada no VW Polo Track , versão mais simples do hatch compacto, que vai entrar no lugar do Gol, cuja produção será encerrada até o fim do ano .

Também não disseram nada sobre o VW Virtus , mas certamente toda tecnologia empregada no novo VW Polo também será adotada no sedã compacto, que deverá chegar às lojas no início de 2023, seguindo as linhas da versão já lançada na Índia . Tanto Polo quanto Virtus devem manter os conjuntos mecânicos disponíveis atualmente, recebendo apenas mudanças no desenho e na lista de equipamentos.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

BRABINHO OURO INFORMA

R$ 308,54

Peixoto de Azevedo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Política Nacional

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - REDE CENTRO NORTE DE COMUNICAÇÃO LTDA-ME - CNPJ: 34.052.986/0001-65 | Peixoto de Azevedo - MT
Desenvolvido por InfocoWeb - 66 9.99774262