conecte-se conosco

Economia

Silvio Santos deve R$ 2 milhões de IPTU atrasado por hotel de luxo no Guarujá

Publicado


source
O hotel de luxo fica à beira mar fica na Praia Pernambuco
Reprodução

O hotel de luxo fica à beira mar fica na Praia Pernambuco


A Prefeitura Municipal de Guarujá , na baixada santista, foi à Justiça cobrar o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) do apresentador e dono do SBT Silvio Santos .

Segundo processo que corre na Vara de Fazenda Pública no Foro de Guarujá, o apresentador está devendo R$ 2.015.887,34 ao município. A dívida é do período de abril a dezembro de 2020.

O imovel em questão é o hotel à beira mar Sofitel Guarujá Jequitimar, administrado pela empresa Accor, que faz parte do Grupo Sílvio Santos.

Segundo o processo no Tribunal de Justiça do estado de São Paulo, o apresentador ainda não foi notificado do processo.

O Portal iG tentou contato com a assessoria de imprensa do apresentador, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Comentários Facebook
Leia mais:  Eletrobras: Pacheco prorroga em 60 dias MP que define regras para privatização
publicidade

Economia

Governo libera novo pagamento do auxílio emergencial; veja se tem direito

Publicado


source
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em junho
Foto: Reprodução

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em junho

Trabalhadores informais nascidos em junho começam a receber neste domingo (18) a nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês.

O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a quatro semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

O saque da primeira parcela foi antecipado em 15 dias. O calendário de retiradas, que iria de 4 de maio a 4 de junho, passou para 30 de abril a 17 de maio.

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O calendário de pagamentos foi divulgado pelo governo no início do mês.

O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do Número de Inscrição Social (NIS). O pagamento da primeira parcela aos inscritos no Bolsa Família começou na sexta-feira (16) e segue até o dia 30. Amanhã (19), recebem os beneficiários com NIS de final 2. O auxílio emergencial somente será pago quando o valor for superior ao benefício do programa social.

Você viu?


Qual o valor do auxílio emergencial 2021? • Pessoa que mora sozinha: R$ 150 • Mãe solteira que sustenta a família: R$ 375 • Demais famílias: R$ 250

2) Qual o número de parcelas? Quatro parcelas mensais de abril a julho

Quem tem direito a receber o auxílio emergencial em 2021? Todos os trabalhadores informais, inscritos no CadÚnico e beneficiários do Bolsa Família que já recebiam o auxílio emergencial de R$ 600 ou a extensão do auxílio emergencial de R$ 300 em dezembro de 2020.

O beneficiário também deve cumprir as seguintes regras: • ter mais de 18 anos (exceto no caso de mães adolescentes de 12 a 17 anos com pelo menos um filho); • não ter carteira assinada (vínculo formal ativo); • não receber benefício previdenciário, assistencial, trabalhista ou programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família e do abono salarial do PIS/Pasep; • não ter renda familiar mensal per capita (renda total dividida pelo número de membros de uma família) acima de meio salário mínimo; • não ser membro de família com renda mensal total acima de três salários mínimos; • não morar no exterior; • não ter recebido, em 2019, rendimentos tributáveis (como salário e aposentadoria) acima de R$ 28.559,70; • não possuir patrimônio superior a R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2019; • não ter recebido rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, acima de R$ 40 mil em 2019; • não estar preso em regime fechado nem receber auxílio-reclusão; • não ter sido incluído, em 2019, como dependente na declaração do Imposto de Renda na condição de cônjuge, filho ou enteado de até 21 anos (caso geral) ou até 24 anos (matriculado em instituição de ensino superior ou de ensino técnico médio, ou companheiro com o qual o contribuinte tenha filho ou com o qual conviva há mais de cinco anos; • não ter indicativo de óbito no Sistema Nacional de Informações de Registro Civil (SIRC) ou no Sistema de Controle de Óbitos (Sisobi); • não ter CPF vinculado, como instituidor, à concessão de pensão por morte de qualquer natureza; • não estar com o auxílio emergencial ou a extensão do auxílio cancelado no momento da avaliação de elegibilidade da nova rodada de 2021; • não ter movimentado os valores do auxílio emergencial depositados na conta poupança digital ou na conta de depósito do Bolsa Família ao longo de 2020; • não ser estagiário, residente médico, residente multiprofissional ou beneficiário de bolsas de estudo concedidas em nível municipal, estadual ou federal.

Leia mais:  "Não sou eu quem decide", diz Guedes sobre valor do auxílio emergencial

Quais os beneficiários do Bolsa Família que receberão o auxílio? Os atuais beneficiários do programa social têm direito ao auxílio emergencial, desde que o valor do benefício do Bolsa Família seja menor que a parcela do auxílio.

Quais são as datas de pagamento? Como em 2020, a nova rodada do auxílio emergencial será paga com dois calendários distintos: um para o público geral, que segue o mês de nascimento do beneficiário, e outro para o Bolsa Família.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Covid-19 é a principal causa de afastamentos do trabalho pelo INSS

Publicado


source
Desde o começo da pandemia, São Paulo é o estado com mais trabalhadores nessa situação
Foto: O Dia

Desde o começo da pandemia, São Paulo é o estado com mais trabalhadores nessa situação

Um levantamento publicado pelo G1 mostrou que a Covid-19 se tornou a principal causa de afastamentos do trabalho pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com os dados, desde o começo da pandemia, São Paulo é estado com mais trabalhadores afastados, seguido do Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Em 2020, a doença foi a terceira maior causa de concessões do antigo auxílio-doença no país, com 37 mil pedidos. Mas, só no primeiro trimestre deste ano, o número de benefícios já passou de 13 mil, o que tornou a doença como a principal causa dos afastamentos acima de 15 dias.

Em entrevista ao G1, o professor de economia do Insper, Otto Nogami, destacou que os trabalhadores essenciais são os mais afetados. “Nós temos já uma falta de mão de obra qualificada. Principalmente aquela mão de obra que consegue lidar com a tecnologia. Num caso extremo, que essa pandemia atinja exatamente um grupo de mão de obra qualificada maior, isso vai afetar os processos de produção, sem dúvida alguma”, diz Otto Nogami.

Leia mais:  LATAM oferece condição especial para clientes realizarem exames de testagem

O país registrou 2.865 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou no sábado (17) 371.889 óbitos desde o início da pandemia. A média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias chegou a 2.917. 

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 13.900.134 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 65.792 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 65.207 novos diagnósticos por dia. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Comércio em São Paulo reabre neste domingo; veja o que já pode funcionar

Publicado


source
Com a mudança, shoppings e lojas de rua, que só eram autorizadas a abrir a partir da fase laranja, vão poder operar já neste domingo
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Com a mudança, shoppings e lojas de rua, que só eram autorizadas a abrir a partir da fase laranja, vão poder operar já neste domingo

O governo de São Paulo anunciou na última nesta sexta-feira (16), em nova coletiva de imprensa, a reabertura do comércio em horários reduzidos de funcionamento, das 11h às 19h, e a liberação de atividades religiosas, com restrições, para este domingo (18). A gestão estadual manteve o toque de recolher das 20h às 5h.

O governo estadual também confirmou que no dia 24 de abril será permitida a reabertura do setor de serviços, o que inclui restaurantes e salões de beleza, no mesmo horário de funcionamento que o comércio, além das academias, que poderão funcionar das 7h às 11h e das 15h às 19h. Bares não estão autorizados a abrir para ter atendimento presencial, mas podem operar como restaurantes, com o público sentado.

Nas novas regras do Plano São Paulo, a limitação do público é de até 25% da capacidade total de cada estabelecimento. Já na próxima fase, a laranja, os serviços podem operar com até 40% da capacidade. 

Leia mais:  Setor de turismo recebe sozinho 75% das reclamações ligadas à Covid-19 no Procon

Veja o que pode abrir neste domingo:

Shoppings e lojas de rua podem reabrir a partir deste domingo (18), das 11h às 19h, com público limitado a 25% da capacidade total; Atividades religiosas presenciais podem ocorrer a partir deste domingo (18), com protocolos de segurança;

Você viu?

Veja o que pode abrir no dia 24 de abril:

Restaurantes e similares podem ter atendimento presencial a partir do dia 24 de abril, das 11h às 19h, com público limitado a 25% da capacidade total; Salões de beleza podem ter atendimento presencial a partir do dia 24 de abril, das 11h às 19h, com público limitado a 25% da capacidade total; Cinemas, teatros, museus, eventos e convenções podem funcionar partir do dia 24 de abril, das 11h às 19h, com controle de acesso, público sentado, assentos marcados e público limitado a 25% da capacidade total; Academias, clubes e centros esportivos podem funcionar partir do dia 24 de abril, das 7h às 11h e das 15h às 19h, apenas para atividades físicas individuais agendadas, com público limitado a 25% da capacidade total.

Leia mais:  LATAM oferece condição especial para clientes realizarem exames de testagem

Parques serão abertos a partir de 24 de abril, mas o horário ainda não foi definido.


Covid-19 em São Paulo

O estado de São Paulo chegou, neste sábado (17), as 88.097 mortes e 2.739.823 casos confirmados pela Covid-19. De acordo com o governo paulista, o número de internações segue em queda. São 24.472 internados, sendo 11.549 em leitos de Terapia Intensiva e 12.923 em enfermaria. As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 83,3% na Grande São Paulo e 85% no Estado.

Comentários Facebook
Continue lendo

R$ 156,72

Peixoto de Azevedo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Política Nacional

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - REDE CENTRO NORTE DE COMUNICAÇÃO LTDA-ME - CNPJ: 34.052.986/0001-65 | Peixoto de Azevedo - MT
Desenvolvido por InfocoWeb - 66 9.99774262