Home » Biden e Xi defendem a redução das tensões em reunião nos EUA

Biden e Xi defendem a redução das tensões em reunião nos EUA

por admin
biden-e-xi-defendem-a-reducao-das-tensoes-em-reuniao-nos-eua

Os presidentes Joe Biden e Xi Jinping apertaram as mãos nesta quarta-feira (15) na Califórnia e defenderam a redução das tensões entre as duas potências mundiais na sua primeira reunião em um ano.

Sorridente, Biden cumprimentou Xi depois que o líder chinês saiu de uma limusine preta no opulento Filoli Garden, na Califórnia, a menos de 50 km de São Francisco.

A conversa, que transcorre à margem da reunião de cúpula anual do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec, na sigla em inglês), é uma tentativa de moderar o tom de ambas as potências em questões como Taiwan, sanções e intercâmbio comercial.

Os dois líderes encontraram-se pessoalmente pela última vez em Bali, em novembro de 2022, e as relações esfriaram depois que os Estados Unidos derrubaram um suposto balão espião chinês em fevereiro.

Os dirigentes iniciaram a portas fechadas a reunião, que incluirá um almoço de trabalho.

Biden realizará uma conferência de imprensa individual marcada para as 16h15, no horário local, para anunciar os resultados da reunião, informou a Casa Branca.

Uma aproximação entre Pequim e Washington também poderia beneficiar os conflitos armados, como o que se desenrola entre Israel e o Hamas.

Biden fez questão de sublinhar nas vésperas da reunião de cúpula que os Estados Unidos não estão tentando “separar-se da China”, mas sim “mudar a relação para melhor”.

Ele disse querer “voltar ao ritmo normal de correspondência, podendo pegar o telefone e conversar em caso de crise”.

A China observou que Xi e Biden discutirão “paz mundial e desenvolvimento”, acrescentando que não tem “medo da concorrência”.

A partir de Moscovo, o Kremlin considerou, nesta quarta-feira, que este encontro entre Biden e Xi foi “importante”.

“Toda reunião entre representantes das duas maiores economias do planeta é importante para todos”, disse Dmitry Peskov, porta-voz do presidente russo, Vladimir Putin.

você pode gostar