conecte-se conosco


Economia

Bolsonaro corta verba do MST e defende que “propriedade privada é sagrada”

Publicado


source
ONGs que trabalham com o MST tiveram a verba cortada
Theo Ribeiro / Fotoarena

ONGs que trabalham com o MST tiveram a verba cortada

Na manhã desta segunda-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro defendeu o corte de verbas ao Movimento dos Sem Terra (MST) , e justificou dizendo que “a propriedade privada é sagrada “. Além disso, o chefe do Executivo federal prometeu estender o porte de armas para fazendeiros, e ressaltou: “Tem que ter a reação de quem tá sendo invadido”. 

Um decreto publicado em 2019 permite que quem vive no campo e tem mais de 25 anos possa comprar armamento de qualquer calibre , independente da necessidade de defesa pessoal. 

A portaria permitiu a alteração do limite da posse para todo o perímetro da propriedade. Antes, a arma precisava ficar guardada na sede do imóvel rural.

A conversa ocorreu na porta do Palácio do Planalto com um interlocutor do Pará. 

“Tá mais devagar o MST lá? Tiramos dinheiro de ONGs deles, tem o porte estendido do fazendeiro, fazendeiro pode andar armado em toda a propriedade”, disse Bolsonaro a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.




Comentários Facebook
publicidade

Economia

CPI da Covid-19 vai votar se Azul deve explicar ida de Bolsonaro a avião

Publicado


source
Bolsonaro em avião
Reprodução / Foco do Brasil

Bolsonaro em avião


A CPI da Covid-19 vai votar, na quarta-feira (16), um requerimento para que a companhia aérea Azul forneça informações sobre a ida do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a uma avião da empresa que estava parado no aeroporto de Vitória  (ES) prestes a decolar. Ele entrou de máscara, mas a retirou em alguns momentos, tirou fotos com alguns passageiros e tripulantes, mas também foi vaiado.

O senador de oposição Humberto Costa (PT-PE), autor do pedido, quer saber, por exemplo, quem autorizou a entrada de Bolsonaro e os nomes dos tripulantes que estavam no avião. Ele também questiona que providências a Azul tomou para apurar as responsabilidade pela entrada de alguém que não era passageiro nem tripulante, e quais as medidas adotadas pelo fato de Bolsonaro e tripulantes terem tirado a máscara.

Você viu?


“O dever de fiscalizar é o uso de máscara é da empresa área. Ocorre que, no caso, em tela, além de não proibir a entrada do segurança Jair Bolsonaro sem máscara na aeronave, bem como de não proibir que próprio Bolsonaro de retirar a máscara para responder às pessoas que o criticavam, a própria tripulação retirou as máscaras para atacar tirar fotos com o presidente da República”, justificou Humberto Costa no requerimento.

Durante a sessão da CPI nesta terça, Humberto havia anunciado que apresentaria o requerimento. Ele disse que, dependendo da resposta, vai oficiar a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

“O senhor presidente da República, acompanhado por um segurança sem máscara, adentrou a um avião da empresa Azul. Nesse avião, ele começou a bater fotos, recebeu muitas vaias também e retirou a máscara para bater fotos e para professar uma série de impropérios contra quem estava vaiando. A tripulação e passageiros também tiraram máscaras para que pudessem bater fotos e chegar perto do Presidente. Pois bem, isso, na verdade, é inteiramente ilegal. Nós já vimos, inclusive, aviões voltarem para o hangar porque alguém dentro do voo se recusava a utilizar máscaras. Há uma resolução da Anvisa que determina que a máscara tem que ser usada em todas as instalações aeroportuárias”, afirmou o senador.

Leia mais:  Caixa faz parceria para beneficiar pequenos produtores

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Petrobras estaria indicando tratamento precoce para funcionários, diz sindicato

Publicado


source
Sindicato afirma que Petrobras está indicando 'tratamento precoce' para funcionários
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Sindicato afirma que Petrobras está indicando ‘tratamento precoce’ para funcionários

A Federação Única dos Petroleiros divulgou uma nota em que acusa a Petrobras de indicar medicamentos para “tratamento precoce” contra à Covid-19 . Segundo o sindicato, a estatal estaria aconselhando o uso de Ivermectina para funcionários com suspeita da doença. 

O medicamento, no entanto, não tem comprovação científica de eficácia contra à Covid-19 e, de acordo com a OMS, a única forma de tratamento precoce é a vacina. A Federação acredita que a indicação do remédio para funcionários deve ter influência do governo federal, que apoia o “tratamento precoce”. 

“A Petrobras está receitando Ivermectina para seus empregados, segundo comprova receita fornecida a trabalhadores da empresa contaminados ou com suspeita de contaminação pela doença. O Sindipetro-NF e a FUP vêm recebendo denúncias nesse sentido”, disse a entidade à Veja

O sindicato ainda ressalta o número crescente de mortes de funcionários da petrolífera nas últimas semanas. Segundo o levantamento, 45 empregados morreram devido à Covid-19 de segunda-feira (14) para terça-feira (15). O número é 125% maior se comparado a semana passada, quando 20 funcionários faleceram com diagnóstico da doença. 

Em nota, a Petrobras negou a indicação do medicamento para funcionários e reforçou que não prescreve remédios.

Confira a nota completa da estatal

“SOBRE IVERMECTINA:

Não há qualquer orientação corporativa quanto aos medicamentos a serem prescritos em caso de covid-19, ou qualquer outra doença. A prescrição de medicamentos para qualquer enfermidade é de escolha e responsabilidade do profissional médico e está autonomia é assegurada pelo Código de Ética Médica. Os médicos da Petrobras têm como atribuição principal a saúde ocupacional e, durante a pandemia de Covid-19, atuam na construção e acompanhamento de medidas de prevenção. A prescrição de medicamentos para tratamento de Covid-19 é realizada apenas em situações pontuais. É sempre reforçada a recomendação de buscar o médico assistente para acompanhamento do tratamento, seja na rede pública ou particular conveniada.

CASOS DE COVID-19:

Você viu?

Não é correto apontar uma situação específica de risco entre os colaboradores da companhia, já que eles não são um público isolado do cenário imposto pela pandemia. Os casos de contágio registrados seguem tendência semelhante às nacionais, sendo que o diagnóstico na Petrobras é mais preciso, pois os colaboradores são testados com maior frequência que a população em geral.

Mesmo com todo o protocolo de prevenção adotado nas unidades e recomendações de cuidados individuais regularmente emitidas pela companhia, os colaboradores estão sujeitos aos riscos também nos momentos de deslocamento, rotinas pessoais, folga ou mesmo no teletrabalho.

A média móvel de casos confirmados na Petrobras segue comportamento semelhante à curva do Brasil. A testagem regular dos empregados da companhia, diferente da população em geral, permite que a Petrobras tenha um diagnóstico mais preciso.

MEDIDAS PREVENTIVAS:

A Petrobras se preocupa com a integridade de seus colaboradores e empenha os esforços necessários para preservar a segurança e a saúde de todos. Por isso tem adotado medidas robustas de prevenção à Covid-19 desde o início da pandemia, que estão entre as mais rigorosas adotadas no segmento da indústria. O protocolo preventivo envolve quarentena e teste RT-PCR (padrão ouro para diagnóstico de Covid-19) no pré-embarque; monitoramento de saúde antes do início dos turnos nas unidades em terra; escalas de trabalho e horários alterados para reduzir rotatividade e risco de contágio; redução do efetivo presencial; uso obrigatório de máscaras; reforço na higienização e distanciamento; conscientização sobre cuidados individuais dentro e fora do ambiente de trabalho, entre outras medidas.

USO DE MÁSCARAS:

A Petrobras fornece diferentes tipos de máscaras a depender do tipo de atividade desempenhada e natureza das atividades. São usadas máscaras de tecido ou descartáveis com múltiplas camadas, máscaras cirúrgicas e máscaras do tipo PFF-2. Todas atendem às determinações das autoridades sanitárias para o tipo de atividade exercida e, em muitos casos, têm especificação superior àquela determinada na normatização das autoridades. Também são emitidas orientações sobre o uso adequado e troca periódica das máscaras.

TESTAGEM:

A companhia reforça que os protocolos preventivos para as unidades offshore estão entre os mais robustos da indústria. Os empregados embarcados passam por isolamento e são testados antes de cada embarque com teste padrão-ouro, tipo RT-PCR. Além disso, a companhia adota um acompanhamento rigoroso dos colaboradores durante o embarque, visando à identificação precoce de sinais e sintomas. A qualquer manifestação de sintomas, os trabalhadores são desembarcados para teste em terra e é feito o rastreio de contactantes, sendo todos também desembarcados e testados. Esse procedimento é preventivo e após testes cerca de 80 a 90% dos casos têm resultados de negativos. Quando necessário são realizados testes a bordo”.

Leia mais:  Ministério Economia oferece emprego para não concursados; confira detalhes

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Seu banco pode estar cobrando juros a mais; saiba o que fazer

Publicado


source
Elevação da taxa básica de juros estimula investidor a prestar mais atenção à renda fixa
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Elevação da taxa básica de juros estimula investidor a prestar mais atenção à renda fixa


Desde 2016, o Superior Tribunal de Justiça ( STJ ) entende que a cobrança de comissão de permanência por parte dos bancos não pode ser cumulativa com outros tipos de taxas. A tarifa é cobrada pelas instituições financeiras quando há atraso nos pagamentos. Ainda assim, muitos bancos não discriminam a cobranças de seus juros e, com isso, infringem o entendimento do STJ.

Segundo o parecer da corte, o montante pode ser exigido legalmente durante o período de inadimplência do contrato desde que respeite a taxa média de juros praticada no mercado e apurada pelo Banco Central . O valor não pode ser superior ao percentual fixado no contrato.


A decisão também estabelece que a cobrança da comissão não pode ser acumulada com a correção monetária e de juros remuneratórios. Em um dos julgamentos, a 3ª Turma da corte esclareceu que a taxa de permanência é formada por juros remuneratórios e moratórios de até 12% ao ano, com multa contratual limitada a 2% do valor da prestação.

Leia mais:  Preço do etanol sobe em 20 estados e no DF, aponta ANP

Além de não poder ultrapassar a soma dos encargos estabelecidos previamente, a decisão formalizou as taxas e excluiu a exigência de juros remuneratórios, moratórios e da multa contratual.

Você viu?

Taxa de juros

A última pesquisa de taxas de juros realizada pelo Núcleo de Inteligência e Pesquisas do Procon-SP constatou que, em junho, não houve alteração nas tarifas médias de empréstimo pessoal e de cheque especial em relação a maio.

No empréstimo pessoal, a taxa média dos bancos pesquisados foi de 6,26% ao mês e, no cheque especial, de 7,96%. Nenhuma instituição pesquisada promoveu alteração das taxas praticadas.

O levantamento foi feito em 3 de junho e considerou o Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Safra e Santander.

O Procon recomenda que, mesmo não havendo alteração nas taxas, o consumidor deve evitar contrair dívidas, pois a economia atravessa um momento muito instável.

Veja o vídeo do diretor do Procon-SP, Fernando Capez, sobre o tema:


Comentários Facebook
Continue lendo

BRABINHO OURO INFORMA

R$ 308,54

Peixoto de Azevedo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Política Nacional

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - REDE CENTRO NORTE DE COMUNICAÇÃO LTDA-ME - CNPJ: 34.052.986/0001-65 | Peixoto de Azevedo - MT
Desenvolvido por InfocoWeb - 66 9.99774262