conecte-se conosco


Saúde

Covid-19: Brasil tem 601,5 mil mortes e 21,59 milhões de casos

Publicado


O número de pessoas que perdeu a vida para a pandemia de covid-19 chegou a 601.574. Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram 176 novas mortes por covid-19.

Ainda há 3.134 óbitos em investigação. Essa situação ocorre quando o paciente faleceu, mas a investigação sobre a causa da morte ainda carece de exames e procedimentos posteriores.

Já a quantidade de pessoas infectadas desde o início da pandemia, no início de 2020, chegou a 21.597.949. Entre ontem e hoje, foram confirmados por secretarias municipais e estaduais de saúde 7.852 novos diagnósticos positivos para a doença.

Ainda conforme as autoridades de saúde, há 256.108 casos em acompanhamento, de pessoas que tiveram o quadro de covid-19 confirmado.

Os dados estão no balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado na noite desta quarta-feira (13). A atualização sistematiza as informações sobre casos e mortes levantadas pelas secretarias municipais e estaduais de saúde.

Até o momento, 20.740.267 pessoas já se recuperaram da covid-19. O número corresponde a 96% das pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus desde o princípio da pandemia.

Leia mais:  Butantan entrega mais 2 milhões de doses de CoronaVac ao PNI

Os números em geral são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da redução de equipes para a alimentação dos dados. Isso ocorre também em dias posteriores a feriados, como é o caso desta quarta-feira (13).

Estados

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (150.835), Rio de Janeiro (67.207), Minas Gerais (55.036), Paraná (39.603) e Rio Grande do Sul (35.070).

Já os estados com menos óbitos resultantes da covid-19 são Acre (1.841), Amapá (1.986), Roraima (2.006), Tocantins (3.820) e Sergipe (6.020).

Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde mostra a evolução dos números da pandemia no Brasil. Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde mostra a evolução dos números da pandemia no Brasil.

Ministério da Saúde

Vacinação

O Brasil chegou hoje à marca de 100 milhões de pessoas com ciclo vacinal contra a covid-19 concluído.

No total, até o início desta quarta-feira (13) o sistema do Ministério da Saúde marcava a aplicação de 249,7 milhões de doses no Brasil. Já foram distribuídas 310,4 milhões de doses a estados e municípios.

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas

Publicado


A soma de pessoas infectadas pelo novo coronavírus subiu para 21.680.488. Em 24 horas, autoridades de saúde confirmaram 15.609 diagnósticos positivos de covid-19. 

Ainda há 215.205 casos em acompanhamento, de pessoas que tiveram o quadro de covid-19 confirmado.

Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde mostra a evolução da pandemia de covid-19 no Brasil. Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde mostra a evolução da pandemia de covid-19 no Brasil.

Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde mostra a evolução da pandemia de covid-19 no Brasil. – Ministério da Saúde

Já o total de pessoas que perderam a vida para a doença está em 604.288. Entre ontem e hoje, secretarias estaduais e municipais de saúde confirmaram 373 mortes. 

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no balanço diário desta quarta-feira (20). A atualização sistematiza as informações sobre casos e mortes levantadas pelas secretarias municipais e estaduais de saúde.

Até esta quarta-feira, 20.861.055 pessoas haviam se recuperado da covid-19.

Estados

São Paulo é o estado que mais registrou casos de covid-19, com 4.393.050

diagnósticos, seguido de Minas Gerais (2.172.199) e Paraná (1.539.756). São Paulo também é o estado com mais mortes, com 151.297 pessoas mortas pela doença, seguido de Rio de Janeiro (67.697) e Minas Gerais (55.281).

Vacinação

No total, até o início da noite desta quarta-feira (20) o sistema do Ministério da Saúde marcava a aplicação de 262,7 milhões de doses no Brasil, sendo 151,7 milhões como primeira dose e 110,9 milhões da 2ª dose e dose única.

Foram aplicadas 4,3 milhões de doses de reforço. No total, foram distribuídas 320 milhões de doses a estados e municípios, tendo sido entregues 313,8. 

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Leia mais:  Vacinação contra meningite busca menores de 11 anos com dose em atraso
Continue lendo

Saúde

Covid-19: Guarulhos tem 120 mil pessoas com 2ª dose da vacina atrasada

Publicado


Um total de 120.637 pessoas em Guarulhos, município da região metropolitana de São Paulo, não tomaram a segunda dose da vacina contra a covid-19 após o prazo estabelecido, ou seja, elas estão com a vacinação em atraso.

A prefeitura alerta que a ausência da população pode acarretar no vencimento do prazo de validade das vacinas. Segundo dados do município, são 112.491 doses com data de vencimento entre 22 de outubro e 13 de novembro.

“Recebemos do estado as quantidades estabelecidas conforme a demanda, mas os imunizantes não têm um prazo de validade muito longo. À medida que as pessoas não aparecem para tomar a segunda dose ou atrasam demais, há o risco destas vacinas perderem a validade e, como consequência, a utilidade”, disse a diretora da Vigilância em Saúde, Valeska Aubin Zanetti Mion.

Conforme divulgou a prefeitura, até segunda-feira (18), 74.211 pessoas não tinham tomado a segunda dose do imunizante da Pfizer após o prazo estabelecido, além de 28.243 faltosos para a segunda dose da CoronaVac e 18.183 para a Astrazeneca.

Leia mais:  Cremerj lança manual para orientar grávidas e puérperas na pandemia

Ainda segundo dados do município, Guarulhos aplicou até terça-feira (19) 1.886.559 doses de vacina contra covid-19, sendo 1.040.358 de primeira dose, 773,6 mil de segunda e 37.383 de dose única, além de 35.218 de reforço.

Em relação à população vacinável – acima de 12 anos -, estimada em 1.131.709 pessoas, o município informou que foram 95,3% imunizados com, pelos menos, uma dose e 71,6% completamente imunizados, ou seja, tomaram duas doses ou receberam vacina de dose única.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Rio anuncia retomada da dose de reforço a partir desta quinta-feira

Publicado


A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou que recomeçará a aplicar doses de reforço de vacina contra a covid-19 a partir desta quinta-feira (21). Desde sexta-feira (15), a aplicação estava suspensa, pela falta da vacina da Pfizer, única que está sendo utilizada no reforço.

O primeiro grupo a receber a imunização será de mulheres com 67 anos ou mais. Na sexta-feira (22), será a vez de homens com 67 anos ou mais. E no sábado (23) será a repescagem para todos com 67 anos ou mais.

Na segunda-feira (25), serão vacinadas mulheres com 66 anos ou mais. Na terça-feira (26), receberão a vacina homens com 66 anos ou mais. E na quarta-feira (27), será dia de repescagem para todos acima dessa idade.

Na quinta-feira (28), serão vacinadas mulheres com 65 anos ou mais. Na sexta-feira (29), é a vez dos homens com 65 anos ou mais. E no sábado (30), será dia de repescagem a todos acima dessa idade.

Quanto aos adolescentes, até o final de outubro, todos os postos de vacinação estarão aplicando a primeira dose da vacina contra covid-19 em maiores de 12 anos que ainda não tenham se vacinado.

Leia mais:  Lote com 5,7 milhões de doses de vacinas começa a ser distribuído

A lista com todos os locais de aplicação de vacinas pode ser conferida na página da prefeitura https://coronavirus.rio/vacina/ sobre o tema.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

BRABINHO OURO INFORMA

R$ 308,54

Peixoto de Azevedo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Política Nacional

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - REDE CENTRO NORTE DE COMUNICAÇÃO LTDA-ME - CNPJ: 34.052.986/0001-65 | Peixoto de Azevedo - MT
Desenvolvido por InfocoWeb - 66 9.99774262