Home » Estudos da UFMT investigam potencial dos coprodutos do etanol de milho para alimentação animal

Estudos da UFMT investigam potencial dos coprodutos do etanol de milho para alimentação animal

por Joao Ricardo
estudos-da-ufmt-investigam-potencial-dos-coprodutos-do-etanol-de-milho-para-alimentacao-animal

Pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), campus Sinop, estão desvendando os segredos dos coprodutos do etanol de milho, buscando otimizar seu uso na alimentação animal. O estudo, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), tem como objetivo principal contribuir para a eficiência da indústria e a qualidade dos produtos ofertados para o gado e aves.

Coordenado pelo Dr. Anderson Corassa, a pesquisa se encontra em fase de desenvolvimento e já traça um panorama promissor para o futuro da cadeia do etanol de milho em Mato Grosso.

Compreendendo as diferenças para otimizar o uso

Um dos pontos-chave do estudo é a análise dos processos de produção dos coprodutos nas usinas. Cada usina, apesar de produzir etanol, utiliza métodos distintos que impactam nas características nutricionais dos coprodutos. Diante dessa variabilidade, a criação de um banco de dados com as características físico-químicas dos coprodutos de Mato Grosso é fundamental para otimizar seu uso nas dietas animais.

Desvendando o valor real dos nutrientes

[Continua depois da Publicidade]

Para determinar com precisão o valor real da proteína e aminoácidos presentes nos ingredientes para alimentação de suínos e aves, os pesquisadores utilizarão protocolos de digestibilidade ileal. Essa técnica permitirá um mapeamento detalhado dos nutrientes que podem ser absorvidos e utilizados pelos animais, fornecendo informações valiosas para a formulação de dietas mais eficientes.

Informações para todos os elos da cadeia

O projeto da UFMT vai além da pesquisa científica. Os resultados obtidos serão compilados em um banco de dados de fácil acesso para usinas, pecuaristas, agroindústrias, nutricionistas e outros profissionais da área. Essa iniciativa busca democratizar o conhecimento e impulsionar o desenvolvimento da cadeia do etanol de milho no estado.

Mais do que pesquisa: impacto social e econômico

Os benefícios do estudo se estendem para além da otimização da alimentação animal. O projeto visa fortalecer a política nacional de biocombustíveis, promover o etanol de milho de Mato Grosso em âmbito nacional e internacional, e formar recursos humanos qualificados.

Um futuro promissor para o etanol de milho em Mato Grosso

Com a consolidação da cadeia do etanol de milho e a valorização dos seus coprodutos, espera-se um impacto positivo na economia e na sustentabilidade do estado. A pesquisa da UFMT se configura como um passo crucial para o futuro promissor do etanol de milho em Mato Grosso.

Acompanhe a pesquisa

Para mais informações sobre o estudo e acompanhar seu desenvolvimento, siga as redes sociais da UFMT e da Fapemat.

você pode gostar

Deixe um comentário