Home » Estupro de Vulnerável: Duas meninas são abusadas em Rondonópolis

Estupro de Vulnerável: Duas meninas são abusadas em Rondonópolis

por Joao Ricardo
estupro-de-vulneravel:-duas-meninas-sao-abusadas-em-rondonopolis

Duas meninas, de apenas 5 anos, foram vítimas de abuso sexual por parte do namorado da mãe delas, segundo informações do boletim de ocorrência. O fato foi descoberto na tarde de ontem, terça-feira (16) em Rondonópolis (MT).

O caso foi descoberto após as crianças relatarem dores íntimas às professoras da escola infantil, onde estudam. As conselheiras tutelares foram acionadas e, ao chegarem na escola, constataram a veracidade das denúncias.

Ao questionar a mãe das meninas sobre o possível autor do crime, ela mencionou um homem chamando-o de tio, com quem mantém um relacionamento amoroso com a mãe das menores, e que tem contato com as vítimas.

Diante das informações, as conselheiras tutelares, acompanhadas da mãe das meninas, se dirigiram à residência do suspeito, localizada no mesmo bairro. No entanto, ele não foi encontrado no local.

[Continua depois da Publicidade]

Porém, mais tarde o homem de 49 anos foi encontrado pela Polícia Militar e encaminhado para a delegacia para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido, permanecendo a disposição da justiça.

As meninas foram encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento Infantil e, posteriormente, para a 1ª Delegacia de Polícia Civil, para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

As meninas estão recebendo atendimento médico e psicológico. O suspeito ainda não foi localizado.

Ações Preventivas:

É importante que os pais conversem abertamente com seus filhos sobre abuso sexual, ensinando-os a identificar e denunciar situações de risco.

As escolas também devem ter um protocolo de ação para casos de suspeita de abuso sexual infantil.

A comunidade em geral deve ficar atenta e denunciar qualquer comportamento suspeito.

Lembre-se:

O abuso sexual infantil é um crime grave e deve ser denunciado.

As vítimas de abuso sexual infantil precisam de apoio e acompanhamento especializado.

Existem diversos órgãos que podem ajudar as vítimas e suas famílias, como o Conselho Tutelar, a Polícia Civil e o Ministério Público.

você pode gostar