Home » Inadimplência em Mato Grosso tem leve queda em março, aponta pesquisa

Inadimplência em Mato Grosso tem leve queda em março, aponta pesquisa

por Rebeca Moraes
inadimplencia-em-mato-grosso-tem-leve-queda-em-marco,-aponta-pesquisa

Uma pesquisa realizada pelo Núcleo de Inteligência de Mercado da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), revelou que o número de inadimplentes em Mato Grosso teve uma redução de 0,2% em março de 2024 em comparação com o mês anterior. Essa ligeira queda vai na contramão da média nacional, que apresentou um aumento de 0,89% no mesmo período.

De acordo com o levantamento, quase metade (47,9%) dos inadimplentes no estado tem entre 30 e 49 anos. As instituições financeiras lideram a lista de segmentos com mais devedores, representando 46,3% do total. Em média, cada consumidor tem pouco mais de duas pendências em situação de atraso, e o valor dos passivos gira em torno de R$ 4,7 mil por pessoa.

Em números absolutos, Mato Grosso conta com 1,2 milhão de inadimplentes, o que corresponde a 46% da população local, e o montante necessário para quitar as obrigações vencidas é de pouco mais de R$ 5,6 bilhões.

No Brasil como um todo, estima-se que 67,1 milhões de pessoas encerraram março com passivos atrasados.

[Continua depois da Publicidade]

No balanço trimestral, o comércio registrou a maior retração (-4,7%) no contingente de devedores em atraso em relação aos demais segmentos no primeiro trimestre de 2024 em Mato Grosso. Por outro lado, os serviços de fornecimento de água e energia elétrica tiveram o maior aumento em relação aos demais grupos de despesas.

Segundo o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja, o aumento da inadimplência no primeiro trimestre de 2024 ainda reflete o alto índice de pessoas atuando fora do mercado formal e a falta de conhecimento para lidar com as próprias finanças.

Granja destaca ainda que as despesas tradicionais de início de ano, como férias, tributos como IPTU e IPVA, e gastos com compra de materiais escolares, contribuem para o aumento do indicador.

você pode gostar