Connect with us


No acumulado do ano, produção de 2022 está com alta de 3,7%, mas as vendas seguem com baixa de 12%
Divulgação

No acumulado do ano, produção de 2022 está com alta de 3,7%, mas as vendas seguem com baixa de 12%

Apesar da crise de abastecimentos de insumos na indústria automotiva mundial, principalmente o de semicondutores, tendo como conseqüência a paralisação momentânea de quatro fábricas ao logo do mês, julho foi o mês que teve o nível mais alto de produção desde novembro de 2020.

De acordo com a Anfavea, foram produzidas 218.950 unidades, alta de 7,5% sobre junho e de 33,4% sobre julho de 2021, quando a crise global dos semicondutores surpreendia a indústria em geral. No acumulado do ano, as 1,3 milhão de unidades produzidas já estão no mesmo patamar dos sete primeiros meses do ano passado.

“Havia, e ainda há, muitos veículos incompletos nos pátios das montadoras, apenas à espera de determinados itens eletrônicos. Eles só entram na estatística de produção quando são todo finalizados, o que vem ocorrendo com mais frequência, e isso explica essa melhora no fluxo de produção nos últimos três meses”, explicou o Presidente da Anfavea, Márcio de Lima Leite.

Leia mais:  VW aposenta motor 1.6 e dupla Gol e Voyage agora só tem versões 1.0

Ainda de acordo com o executivo da entidade, há ainda restrições de insumos e logística , como mostram estas paralisações, mas a boa notícia é que em vista do ano passado, neste ano há maior recebimento de semicondutores e do que no primeiro trimestre deste ano.

Quanto às vendas, julho teve 181.994 unidades (+ 2,2% sobre o mês anterior e de +3,7% sobre julho de 2021), segundo melhor mês do ano, atrás só de maio. Mas, por dia útil, o mês teve a maior média de 2022 (8,7 mil licenciamentos diários, ante 8,5 mil de maio e junho). No acumulado, a defasagem ainda é de 12%, com 1,1 milhão de emplacamentos.

Na exportação, por sua vez, foram contabilizadas 41,9 mil autoveículos , 11,4% a menos que em julho e 76,3% a mais que em julho de 2021. No total do ano, o volume de 288 mil unidades supera em 28,7% o resultado de igual período do ano passado.

Após três meses seguidos de alta, julho teve um pequeno recuo, mas, ainda assim, está num bom patamar quando se fala em exportação e, sendo assim, merece atenção, devido à crise financeira na Argentina, cujo governo vem limitando a saída de dólares do país: a Argentina responde por 30% dos embarques de veículos nacionais.

Leia mais:  Nissan Leaf 2023 recebe carregador no padrão europeu

A boa notícia é que no início deste mês de agosto, passou a vigorar a nova etapa de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a categoria de automóveis de passageiros cuja redução de 18,5% foi para 24,75% sobre as alíquotas praticadas antes da primeira redução, do dia 1º de março.

“Agosto é um mês importante com a inclusão dos automóveis de passageiros na nova etapa do IPI , que passou a vigorar desde o início deste mês. Foi uma decisão sensata do governo federal, em especial do Ministério da Economia”, declarou Márcio de Lima Leite.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Advertisement

Carros e Motos

Nico Rosberg recebe seu carro elétrico de quase 2000 cv

Published

on

Rosberg ao lado do seu Rimac Nevera, capaz  de acelerar de 0 a 100 km/h em 2 s e atingir 412 km/h
Reprodução/Instagram

Rosberg ao lado do seu Rimac Nevera, capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 2 s e atingir 412 km/h

Após sair da Fórmula 1 com o título da temporada 2016, Nico Rosberg se tornou defensor da mobilidade elétrica e investidor no setor, principalmente em competições.

Agora, o ex-campeão de F1 foi até a Croácia onde pôde receber o primeiro Rimac Nevera já produzido, e aproveitou para fazer um test-drive ao lado do fundador da fabricante, Mate Rimac.

O Nevera terá a produção limitada a 150 unidades, e com o preço na casa dos US$ 2.5 milhões (US$ 12,8 milhões), o de Rosberg conta com a assinatura do ex-piloto.

O novo hipercarro de Rosberg é equipado com um pacote de baterias de 120 kWh que entrega energia para quatro motores elétricos, posicionados em cada roda.

Leia mais:  Nissan Leaf 2023 recebe carregador no padrão europeu

Somados, os motores entregam 1913 cv de potência e 240,65 kgfm de torque entregues de forma instantânea. O hipercarro croata é capaz atingir os 100 km/h em cerca de 2 segundos e a velocidade máxima é de 412 km/h.

O primeiro contato de Rosberg com sua nova aquisição foi com Mate Rimac no banco do passageiro, e não exploraram apenas a aceleração do modelo, e foram até estradas sinuosas da Croácia testar as capacidades de direção do carro.

Embora seja um carro pesado, de 2.150 kg, o Nevera impressiona Rosberg com o alto nível de aderência que o modelo apresenta ao fazer curvas.

O ex-campeão ainda aproveitou para brincar com o fundador da empresa, ao acionar o querer fazer drift em uma curva, e o executivo respondeu de forma assustada: “Claro, contanto que eu não esteja no carro. Você tem que se acostumar primeiro”.

Rosberg filmou seu contato com seu novo carro e o vídeo está disponível em inglês no canal do ex-piloto alemão no Youtube.

Leia mais:  VW aposenta motor 1.6 e dupla Gol e Voyage agora só tem versões 1.0

Durante o vídeo, Rimac explica um artifício interessante do sistema de freio do Nevera. Quando o modelo é conduzido no “Modo Pista”, os sistemas do carro monitoram a temperatura dos freios regenerativos e dos freios mecânicos.

Dependendo da temperatura das baterias, o nível de regeneração é ajustado para priorizar o freio mecânico, ou caso os discos e pastilhas de freio esquentem, o freio regenerativo será usado com maior frequência.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue Reading

Carros e Motos

Harley-Davidson lança pintura Apex inspirada em versões de corrida

Published

on


Modelos da marca norte-americana podem vir com pintura preta com detalhes laranjas
Divulgação

Modelos da marca norte-americana podem vir com pintura preta com detalhes laranjas

A Harley-Davidson anunciou recentemente uma nova opção de cor para modelos Harley-Davidson Grand American Touring, inspirada na história de corrida da marca, em especial a lendária motocicleta de corrida Harley-Davidson XR750.

Chamada de ‘pintura personalizada Apex’, a opção mescla preto e laranja com um gráfico de tanque de combustível que imita a forma do tanque do XR750.

“A pintura personalizada de fábrica da Apex oferece aos pilotos a oportunidade de expressar a emoção da velocidade e da competição na carroceria de seu bagger”, disse Brad Richards, vice-presidente de design e diretor criativo.

Ainda segundo Richards o esquema de pintura comunica velocidade e impulso com linhas e cores inspiradas nas motocicletas de competição Harley-Davidson .

O trabalho para a nova edição especial será realizado nas unidades Harley-Davidson York Vehicle Assembly e Tomahawk Operations e dispoinibilizado globalmente em tiragem limitada, e algumas serão vendidas no mercado brasileiro.

Leia mais:  Nissan Leaf 2023 recebe carregador no padrão europeu

No Brasil, a série Harley-Davidson Apex será oferecida para os modelos Road King Special , Street Glide Special, Road Glide Special, Road Glide Limited e Ultra Limited, com preços que variam entre R$ 145 mil e R$ 170 mil.

A pintura Apex está disponível nos seguintes modelos:

Modelo especial Road King

Modelo Street Glide Special (versões cromadas e pretas)

Modelo Ultra Limited (versões de acabamento cromado e preto)

Modelo Road Glide Limited (versões cromadas e pretas)

Modelo Road Glide Special (versões cromadas e pretas)

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue Reading

Carros e Motos

Dodge apresenta conceito elétrico com ronco de Hellcat

Published

on

Dodge Charger Daytona SRT Concept EV é primeiro estudo da Dodge no mundo dos carros elétricos
Divulgação

Dodge Charger Daytona SRT Concept EV é primeiro estudo da Dodge no mundo dos carros elétricos

A Dodge revelou nesta semana que as linhas Charger e Challenger com os tradicionais HEMI V8 estão próximas do fim, e após lançar o SUV híbrido, a marca mostrou o conceito Charger Daytona SRT.

Segundo a Dodge , o conceito traz uma inédita motorização elétrica chamada de Banshee, que segundo a fabricante irá continuar o legado das famílias de motores Hemi, Hellcat e Redeye, oferecendo o DNA de muscle car para os carros elétricos.

Apesar disso, os números de potência não foram divulgados, mas o que se sabe é que terá arquitetura de 800 Volts, e a Dodge promete que o seu veículo elétrico será mais rápido que um Hellcat em todas as “métricas de performance”.

Leia mais:  Nissan Leaf 2023 recebe carregador no padrão europeu

O Daytona SRT Concept apresenta a transmissão “eRupt” que promete trocas eletromecânicas para manter o envolvimento tradicional de muscle cars com o condutor na era elétrica.

Os muscle cars são conhecidos pelo som de seus motoes V8. Com a motorização elétrica , o ronco do motor é susbstituido pelo zunido elétrico, mas não no Daytona SRT.

A Stellantis havia prometido que o futuro elétrico da Dodge terá um som “chocante”. Agora, a fabricante americana confirmou o desenvolvimento do “escapamento” Fratzonic Chambered.

Apesar de carros elétricos não terem escapamento, segundo a Dodge esse sistema será responsável pelo som do Charger Daytona SRT , e produzirá os mesmos 126 dB que um modelo da linha Hellcat.

Visualmente, o conceito é inspirado no Charger Daytona original, com um pequeno toque futurista, realçado pela barra em LED que percorre toda a extensão da dianteira, com o antigo logo triangular da Dodge no centro.

Na dianteira, o modelo ainda conta com dispositivos aerodinâmicos para direcionar o fluxo de ar para aumentar a aerodinâmica do modelo.

Leia mais:  Conheça o Protetor de Para-choque que protege de encostadas de parede

No interior, uma tela de 16 polegadas para o painel de instrumentos e uma de 12.3 para o sistema de infotenimento voltado para o condutor, dão o toque de modernidade à cabine do modelo.

Além disso, o interior ainda possui luzes ambientes ajustáveis, bancos feitos em fibra de carbono , volante de base achatada e um teto panorâmico completam a cabine do carro.

“O Charger Daytona fará mais que definir o futuro da Dodge, vai redefinir o significado de muscle car americano neste processo” afirmou Tim Kuniskis, CEO da marca Dodge.

Ainda não há confirmação de data de lançamento do primeiro Dodge 100% elétrico, mas segundo a mídia norte-americana, a marca espera entrar na era elétrica a partir de 2023.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - REDE CENTRO NORTE DE COMUNICAÇÃO LTDA-ME - CNPJ: 34.052.986/0001-65 | Peixoto de Azevedo - MT
Desenvolvido por InfocoWeb - 66 9.99774262