Home » Lei instituída no município sobre o Maio Furta-Cor resulta em ações para a promoção da saúde mental materna

Lei instituída no município sobre o Maio Furta-Cor resulta em ações para a promoção da saúde mental materna

por Celso Ferreira Nery
lei-instituida-no-municipio-sobre-o-maio-furta-cor-resulta-em-acoes-para-a-promocao-da-saude-mental-materna

Maio é o mês que se comemora o dia das mães e um momento oportuno para discutir causas maternas como a campanha do Maio Furta-Cor. Em Lucas do Rio Verde a Lei Nº 3.560 foi instituída, entrou em vigor no dia 16 de agosto de 2023 e é dedicado às ações de conscientização, incentivo ao cuidado e promoção da saúde mental materna.

Para reforçar esse assunto tão importante, a psicóloga Iara Santos usou a Tribuna da Câmara de Vereadores na última segunda-feira (06), durante a Sessão Ordinária e frisou que atualmente no Brasil, a cada cinco mães, uma tem depressão e outros transtornos após a maternidade.

Iara reforçou que a sociedade precisa saber que as mães estão sobrecarregadas, adoecidas e precisam de acolhimento, pois muitas vezes nem elas entendem o porquê ficam deprimidas após a maternidade. O objetivo é trazer luz a essas mulheres que estão adoecidas dentro das suas casas e precisam de socorro.

No município os trabalhos acontecem durante todo o ano com os grupos de gestantes nas Unidades Básicas de Saúde sendo voltados para o cuidado da saúde materna, com foco no esclarecimento de dúvidas, orientações sobre as modificações fisiológicas da gravidez, do parto e dos cuidados com o recém-nascido, além de auxiliar na promoção da compreensão da gestante e sua família.

[Continua depois da Publicidade]

O Furta-cor é uma cor cuja tonalidade se altera de acordo com a luz que recebe não tendo uma cor absoluta e no espectro da maternidade não é diferente, nele cabem todas as cores.

O Projeto de Lei que virou a Lei Nº 3.560 em Lucas do Rio Verde foi proposto ano passado pela vereadora e presidente da Casa de Leis, Sandra Barzotto.

você pode gostar