Home » Museu Histórico inicia Reflorestamento da Área Verde do antigo 9º BEC

Museu Histórico inicia Reflorestamento da Área Verde do antigo 9º BEC

por admin
museu-historico-inicia-reflorestamento-da-area-verde-do-antigo-9o-bec

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio das Secretarias de Agricultura e Meio Ambiente e Cultura e Turismo, realizou nesta quarta-feira (03), o Reflorestamento da Área Verde do antigo 9º BEC (Batalhão de Engenharia de Construção), no bairro Pioneiro. O intuito da ação é arborizar a área que sediou a primeira atividade econômica do município, que foi a produção da borracha.

A atividade contou com a participação de autoridades, moradores do bairro e alunos das Oficinas Culturais, que foram responsáveis em fazer o plantio de mudas de ipês.

“Em 1905, esse local já foi a residência do Francisco Lucas, primeiro produtor de borracha, coronel da Guarda Nacional de Cuiabá, e em 1971 tornou-se o acampamento do 9º BEC, que vieram para a construção da BR-163. Com o reflorestamento, a ideia é tombar o espaço com toda sua produção, como patrimônio histórico e cultural, criando futuramente a Casa do Seringueiro e o Barracão do Coronel da Borracha e abrir esses locais para visitação pública”, explicou o coordenador do Museu Histórico, Oliveira Neto.

museu historico inicia reflorestamento da area verde do antigo 9o bec interna 1 2024 04 05 2357693383
(Foto: Ascom Prefeitura/Janderson Kavano)

Para a secretária de Cultura e Turismo, Luciana Bauer, a ação foi positiva. “Fortalecer esses espaços que são históricos dentro da cidade, em uma área de proteção ambiental, nada mais justo que o município se preocupar com essa preservação da memória. Lucas do Rio Verde caminha com projetos grandiosos voltados para o Green Economy e o envolvimento desses jovens nestas ações é de suma importância”.

[Continua depois da Publicidade]

Presente no evento, o prefeito Miguel Vaz destacou a importância de preservar a história do município. “O plantio dessas árvores aqui, neste lugar histórico, junto com as crianças, que futuramente vão ter esse momento marcado para contar, foi muito especial. Reflorestar essa área com espécies da região, no local onde morou o Francisco Lucas, que cedeu o nome para o município de Lucas do Rio Verde, é muito importante para o resgate da nossa história”.

O processo do reflorestamento será acompanhado pela equipe do museu. O projeto acontecerá em longo prazo e possibilitará um conhecimento mais profundo sobre a pré-história de Lucas do Rio Verde, com uma rica fonte de material didático para ser utilizado pelas escolas municipais.

você pode gostar