conecte-se conosco


Agro News

Norte Show deve superar R$ 1 bilhão em negociações

Publicado


Fortalecimento Institucional

Norte Show deve superar R$ 1 bilhão em negociações

A feira, que é referência no agro em Mato Grosso, conta com um estande da Aprosoja-MT para receber produtores rurais

19/04/2022

A abertura oficial da Norte Show, na noite de terça-feira (19), no parque tecnológico da Acrinorte, em Sinop, contou com a participação do vice-presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Lucas Costa Beber, do vice-presidente Norte, Ilson Redivo, delegado coordenador Raul Pruinell, demais produtores rurais, autoridades e da sociedade sinopense. Em sua terceira edição a feira pretende superar R$ 1 bilhão em negociações.

O vice-presidente da Aprosoja-MT, Lucas Costa Beber, enalteceu a organização do evento. “Quer parabenizar a Acrinorte pela dimensão que se tornou essa feira. Temos um estande aqui na Norte Show para mostrar ao nosso associado e visitantes o trabalho que a Aprosoja-MT vem desenvolvendo, nas diversas áreas, na sustentabilidade, no Centro Tecnológico Parecis e do Vale do Araguaia. Nosso Estado tem condições de dobrar a produção em cima desses solos. Também cito a inflação de alimentos no Brasil acima dos 10%. Precisamos mostrar que nossa entidade está trabalhando trazer informação de qualidade para o produtor rural, principalmente na preservação do meio ambiente”, enfatizou Beber.

Aprosoja tem participado de todas as principais feiras do estado. “É muito importante que a entidade participe dessa feira que é referência no agro em Mato Grosso. Nosso estande é a casa do produtor rural e estamos muito felizes em poder receber todos. São mais de 40 municípios agregados que dependem desse polo de prestação de serviços”, enfatizou Ilson Redivo.

Leia mais:  Nota Pública

Para o presidente da Acrinorte, Olvide Galina, a Norte Show é uma feira tão grande quanto as realizadas em outros estados do país. “É para o grande produtor, para o agricultor familiar, para os colaboradores das fazendas e para todos que queiram conhecer um pouco mais do nosso setor e agregar conhecimento. Nosso estado é um dos grandes responsáveis pela produção de soja, milho e algodão do Brasil, e o norte do estado se destaca cada vez mais por sua grandeza. A Norte Show traz para você uma experiência incrível, reunindo o que existe de mais inovador no agronegócio, comércio e indústria”, declarou Galina.

Com objetivo de gerar conhecimento, despertar interesse e aproximar o setor produtivo da comunidade escolar, a feira traz também uma parceria nova com o movimento Agroligadas, com a visitação de aproximadamente 2 mil crianças do 4º ano, aos estandes, vitrines tecnológicas e exposições de máquinas e animais. A Aprosoja-MT e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), são parceiras desse trabalho escolar.

“Esse evento mostra para toda a região do Estado o poder do agro em nosso munícipio, por isso a Prefeitura de Sinop fez questão de participar mostrando os trabalhos que nossa equipe técnica desenvolve com a Agricultura Familiar. A Norte Show, ainda, fomenta toda economia de Sinop, com a vinda dos produtores rurais e demais envolvidos no setor a nossa cidade. A organização está de parabéns”, declarou o prefeito de Sinop, Roberto Donner.

A FEIRA: Este ano, segundo a organização do evento, o número de expositores aumentou em 40%. Durante os quatro dias de feira, 40 mil pessoas devem passar pelo local. Além disso, um dos focos é ultrapassar os números da realização anterior, que atingiu R$ 1 bilhão em negociações entre os parceiros e expositores. São mais de 240 expositores entre demonstração de produtos e serviços, novidades em tecnologia, genética animal, máquinas e implementos, dentre outros.

Leia mais:  Em maio custo de produção de suínos registra queda, enquanto frango fica mais caro

Os visitantes poderão acompanhar 35 vitrines tecnológicas de plantios com culturas como soja, milho, sorgo, café, hortifrúti e jardinagem. Vão ainda visitar estandes que proporcionarão as transações financeiras. Participar de palestras, leilão virtual, bem como das programações e atrativos dos parceiros e expositores.

Com pilares baseados na pecuária, agricultura comercial e agricultura familiar, esta terceira edição da Norte Show estima que mais de. Entre assuntos técnicos e discussões política e econômica, a Norte Show traz uma programação diversificada nesta terceira edição. Serão cerca de 32 oportunidades de aprendizado com especialistas de diversas áreas, entre demonstração de produtos e serviços, novidades em tecnologia, genética animal, máquinas e implementos, dentre outros.

Com assessoria Norte Show

Fonte: Rosangela Milles

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: comunicacao@aprosoja.com.br

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
publicidade

Agro News

Agricultores iniciam colheita de pluma de algodão em Mato Grosso

Publicado

Os agricultores começaram a colher algodão em pluma, uma das culturas cultivadas em Mato Grosso. Nesta safra, a área plantada aumentou para 1,18 milhão de hectares e, em 2021, foram plantados 960 mil hectares.

A produção deve ser de 278 arrobas de algodão em caroço por hectare, apenas um arroba a mais em relação à temporada do último ano.

No entanto, como a área é grande, o volume de algodão colhido deve crescer e ficar próximo de 5 milhões de toneladas, cerca de um milhão a mais que no ano passado.

Na primeira safra, plantada em dezembro, os resultados são bons, enquanto a segunda safra, plantada em janeiro logo após a colheita da soja, não teve o mesmo efeito. O algodão foi cultivado durante o que foi considerado uma boa estação, mas o clima não colaborou com os produtores.

Em uma fazenda em Novo São Joaquim, a 487 quilômetros de Cuiabá, o resultado foi diferente nesta temporada. Segundo o gerente local, Jackson Ferreira, o algodão colhido ocupa 3.000 hectares, 15% a mais que na safra passada.

Leia mais:  Aprosoja-MT avalia Plano Nacional de Fertilizantes lançado pelo Mapa

No início do ciclo, o clima afetou o crescimento da safra e a taxa média de produção foi de 5% em relação ao ano anterior.

“No ano passado choveu muito durante a janela de plantio e não executamos dentro do ideal. Já neste ano a chuva foi muito boa e conseguimos plantar dentro da janela. Durante o ciclo da cultura a chuva foi bem distribuída, mas a safrinha recebeu bem menos volume. Isso vai afetar um pouco na produtividade do algodão. Esperávamos colher 250 arrobas, mas vai chegar no máximo 230 arrobas”, disse Jackson.

Em uma fazenda em Campo Verde, a 139 quilômetros de Cuiabá, a colheita já começou. Segundo o agricultor Rodolfo Bertani Lopes da Costa, foram plantados mais de 1.500 hectares, sendo 580 em dezembro e o restante no mês seguinte.

“Esse ano choveu antes. Eu terminei o plantio do algodão safrinha em 20 de janeiro. Então foi dentro da janela e, com o preço do algodão, resolvemos aumentar as áreas de sarfinha. Só que tivemos um corte de chuva antecipado e isso ocasionou perda e a perspectiva de produção foi reduzida. A gente esperava produzir 120 arrobas de pluma e agora a produção vai ser por volta de 80 arrobas de pluma por hectare. Este ano estamos trabalhando com 40% de algodão safra e 60% de safrinha”, concluiu.

Leia mais:  Aprosoja-MT e APEL conquistam cessão de maquinários para manutenção da MT-322

Fonte: Agroplus.tv  

Fonte: AgroPlus

Comentários Facebook
Continue lendo

Agro News

Exportações de grãos da Ucrânia caem 40% em maio

Publicado

As exportações de grãos da Ucrânia tiveram uma queda de 40% na primeira quinzena de junho, se comparada ao mesmo período de 2021, com 613 mil toneladas.

O país embarcava até 6 milhões de toneladas de grãos por mês, antes da invasão russa, que teve início no final do mês de fevereiro, desde então, os volumes diminuíram para cerca de 1 milhão de toneladas.

Isso porque a Ucrânia costumava exportar a maior parte dos seus produtores por portos marítimos e agora foi forçada a fazer o transporte de grãos por meio de trens pela fronteira ocidental.

Fonte: Agroplus.tv

Fonte: AgroPlus

Comentários Facebook
Leia mais:  Autoconhecimento e performance em Gestão de pessoas são temas da Academia de Liderança
Continue lendo

Agro News

Milho abre a semana com recuos na Bolsa Brasileira

Publicado

A semana começou com recuou para os preços futuros do milho, com as principais cotações ficando entre os R$90 e R$ 98, o vencimento de julho ficou cotado a R$ 90,30, com desvalorização de 0,97%.

O de setembro ficou valendo  R$ 93,54, com queda de 0,47%. Já o de novembro foi negociado a R$95,55 com baixa de 0,78% e o de janeiro de 2023 teve valor de R$ 98,50, com perda de 0,86%.

Fonte: Agroplus.tv

Fonte: AgroPlus

Comentários Facebook
Leia mais:  Presidente da Aprosoja-MT se reúne com ministros da Agricultura e do Meio Ambiente
Continue lendo

BRABINHO OURO INFORMA

R$ 308,54

Peixoto de Azevedo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Política Nacional

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - REDE CENTRO NORTE DE COMUNICAÇÃO LTDA-ME - CNPJ: 34.052.986/0001-65 | Peixoto de Azevedo - MT
Desenvolvido por InfocoWeb - 66 9.99774262