Home » Onde estão os bilionários do agro quando o Rio Grande precisa?

Onde estão os bilionários do agro quando o Rio Grande precisa?

por Da Redacao
onde-estao-os-bilionarios-do-agro-quando-o-rio-grande-precisa?

Ecoa o silêncio dos bilionários do agronegócio diante da catástrofe no Rio Grande do Sul. O país todo tem se mobilizado em doações através das redes sociais, influenciadores doando recursos. Mas não se vê ou ouve absolutamente nada dos bilionários que pagam R$ 1 milhão para jogador do Internacional. Ou que doam milhões para campanhas eleitorais. Nem se vê nenhum tipo de solidariedade dos que recebem ex-presidentes em suas coberturas em Camboriú em Santa Catarina.

Quem não se lembra de 2021, quando o conhecido “barão do agronegócio”, sócio do Grupo Bom Futuro doou  R$ 1 milhão para o time em 2021, para que o jogador Rodinei fosse utilizado na decisão do campeonato brasileiro. Mesmo assim, seu time perdeu o jogo.

Ou do ex-senador, ex-governador de Mato Grosso, ex-ministro da Agricultura, que é natural de Torres (RS) que até agora não se viu ou não se tem notícia de mobilizar nada para auxiliar nos desastres do Rio Grande do Sul.

Não se viu nada também do bilionário da soja, um dos principais nomes do agronegócio brasileiro, está sendo processado na Justiça do Mato Grosso por um filho que teve fora do casamento, em 1990, com uma das cozinheiras das fazendas de sua família. Este, por sua vez, sempre faz fotos com os presenciáveis, até mesmo em hospital, mas não abriu a boca e o bolso para ajudar o Rio Grande do Sul.

Mato Grosso deu exemplo. O Governo do Estado, que tem como vice-governador Otaviano Pivetta, natural de Caiçara (RS), já mobilizou efetivo para auxiliar nos trabalhos de resgate no Rio Grande do Sul. A conferir se a ordem teve apenas determinação do governador goiano Mauro Mendes ou contou com anuência do rio-grandense Pivetta.

você pode gostar