Home » Ossada humana é encontrada próximo a escola estadual em Cuiabá

Ossada humana é encontrada próximo a escola estadual em Cuiabá

por Joao Silvestri
ossada-humana-e-encontrada-proximo-a-escola-estadual-em-cuiaba

O juiz Wladymir Perri, da 12ª Vara Criminal de Cuiabá, determinou a soltura de dois acusados de participar do assassinato do empresário Josionaldo Ferreira de Araújo. Conhecido como Naldo do Tereré, o empresário foi morto em dezembro de 2022 dentro do Shopping Popular, na região do Porto, em Cuiabá.

Na mesma decisão, publicada nesta quinta-feira (11), o magistrado manteve a prisão de outros três acusados. Foram soltos Alexandre Magalhães de Souza e Elton John Conceição da Silva. Eles deverão cumprir algumas medidas cautelares, entre elas, não se ausentarem de Cuiabá e Várzea Grande, sem autorização judicial, e comparecer a todos os atos processuais que foram intimados.

Continuam presos Marcos Henrique Gomes de Miranda, Gabriel Mota Braga e Lucas Leonardo Padilha da Costa. “Forçoso concluir que a prisão processual dos acusados, Marcos Henrique, Gabrie Mota e Lucas Leonardo está devidamente fundamentada. Com relação aos denunciados Alexandre e Elton John, entendo que a prisão processual não se mostra mais necessária, tenho que sua participação não foi intensa e decisiva para a consumação do crime”, diz trecho da decisão.

O CRIME

O crime aconteceu no dia 19 de dezembro de 2022, na frente de uma das lojas que a vítima tinha no Shopping Popular. As investigações apontam que empresário teve a morte encomendada pela alta cúpula do Comando Vermelho por vender cigarro contrabandeado sem autorização da facção.

Um dos envolvidos na execução foi morto em confronto com policiais militares da Cavalaria logo depois do crime.

você pode gostar