Home » Polícia Civil efetua prisão de avô sob suspeita de estupro contra neta de cinco anos

Polícia Civil efetua prisão de avô sob suspeita de estupro contra neta de cinco anos

por Joao Ricardo
policia-civil-efetua-prisao-de-avo-sob-suspeita-de-estupro-contra-neta-de-cinco-anos

A equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança, Adolescente e Idoso de Sinop concluiu com êxito a prisão de um indivíduo de 52 anos nesta segunda-feira (15.01), em decorrência de um mandado de prisão expedido.

O homem era alvo de uma investigação sobre a acusação de estupro contra a própria neta, uma criança de cinco anos de idade. O incidente teria ocorrido durante uma reunião familiar na noite de 1º de janeiro.

Mulher esfaqueada pelo ex-marido morre no Hospital São Lucas

A denúncia formalizada à Polícia Civil data do dia 5 deste mês, quando a mãe da vítima procurou a delegacia para relatar o ocorrido. O relato foi desencadeado após a criança manifestar desconforto físico nas áreas íntimas. Em uma abordagem sensível, a criança foi submetida a uma escuta especializada conduzida pela psicóloga da delegacia especializada, resultando no detalhamento do abuso perpetrado pelo avô.

[Continua depois da Publicidade]

Com base nas informações obtidas, a delegada Renata Evangelista representou pela prisão preventiva do suspeito, a qual foi efetuada na residência do investigado durante a tarde desta segunda-feira.

Num primeiro momento, o indivíduo compareceu à delegacia, proclamando sua inocência e alegando que o próprio filho seria o autor do crime. Entretanto, a vítima, submetida à escuta especializada, pôde relatar com minúcia os eventos ocorridos na noite em que dormiu sob os cuidados do avô, corroborando a acusação.

A delegada responsável pelo caso destacou que, embora o suspeito tenha inicialmente negado as acusações e apontado para outro membro da família, a veracidade dos relatos da vítima, obtidos por meio da escuta especializada, permitiu estabelecer com clareza a autoria do crime.

O indivíduo permanecerá sob custódia das autoridades enquanto aguarda os desdobramentos do processo judicial. O caso seguirá agora para as instâncias competentes, onde será analisado à luz das evidências e dos depoimentos colhidos durante a investigação.

[Patrocinado]

você pode gostar

Deixe um comentário