Home » Polícia esclarece latrocínio de cozinheira que protegia filho no Norte de Mato Grosso

Polícia esclarece latrocínio de cozinheira que protegia filho no Norte de Mato Grosso

por Rebeca Moraes
policia-esclarece-latrocinio-de-cozinheira-que-protegia-filho-no-norte-de-mato-grosso

A Polícia Civil de Mato Grosso divulgou nesta sexta-feira (1) detalhes sobre o latrocínio que resultou na morte da cozinheira Maíra Cristina Vergutz, de 37 anos, ocorrido em fevereiro deste ano, na cidade de Sinop, Mato Grosso. Segundo o delegado responsável pelo caso, Bráulio Junqueira, a vítima faleceu ao tentar proteger seu filho de 6 anos dos suspeitos.

No dia do crime, Maíra levou seu filho para o trabalho, onde ambos foram surpreendidos pelos invasores. O menino foi mantido como refém por um dos criminosos e testemunhou o trágico acontecimento, presenciando o assassinato de sua mãe. O delegado Junqueira destacou que o incidente, inicialmente tratado como homicídio, foi reclassificado como latrocínio durante as investigações, evidenciando que se tratava de um assalto frustrado que resultou na morte da funcionária.

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) representou pela prisão dos três suspeitos envolvidos na invasão do estabelecimento. Um adolescente confessou sua participação no crime.

As autoridades policiais continuam em busca dos investigados, visando à prisão e responsabilização pelos seus atos no brutal assassinato de Maíra Cristina Vergutz.

[Continua depois da Publicidade]

você pode gostar

Deixe um comentário