conecte-se conosco


Agro News

Presidente da Aprosoja-MT participará de fórum sobre baixo carbono

Publicado


Fortalecimento Institucional

Presidente da Aprosoja-MT participará de fórum sobre baixo carbono

O fórum Planeta Campo será realizado ao vivo no Canal Rural, terça-feira (30.11), as 11h (Horário de Brasília)

29/11/2021

Com o tema: “Baixo Carbono: O protagonismo da agricultura”, o fórum terá a participação do presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Fernando Cadore. O evento é organizado pelo Canal Rural e será transmitido nesta terça-feira (30.11), ás 11h (Horário de Brasília).

 O presidente da entidade vai falar sobre as contribuições da produção de soja em Mato Grosso para uma agricultura de baixo carbono. Entre os destaques de sua apresentação está as diretrizes ambiental, social e de governança.

Além disso, serão apresentados os programas Soja Legal, que tem como foco a sustentabilidade, preservação de recursos naturais e o suporte aos produtores rurais do estado e Guardião das Águas, que é uma iniciativa desenvolvida com o objetivo de orientar e apoiar o produtor rural na manutenção, preservação e restauro de nascentes em propriedades de Mato Grosso.

Leia mais:  Aprosoja lança simulador de viabilidade econômica para construção de armazéns

A transmissão será pelo Canal Rural, redes sociais e no canal 500 da Net Claro.

Fonte: Augusto Camacho

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: comunicacao@aprosoja.com.br

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
publicidade

Agro News

Aprosoja-MT proporciona visita técnica da cigarrinha-do-milho com MAPA, Embrapa e Indea-MT

Publicado

por


Defesa Agrícola

Aprosoja-MT proporciona visita técnica da cigarrinha-do-milho com MAPA, Embrapa e Indea-MT

A vistoria ocorreu em Lucas do Rio Verde nesta terça-feira (25.01), para ver de perto os prejuízos causados pela “praga”

25/01/2022

Preocupada com a proliferação da cigarrinha-do-milho em diversas regiões do estado, a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), convidou representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Embrapa Milho e Sorgo, Instituto de Defesa Agropecuária do Estado Mato Grosso (Indea-MT), e outras autoridades para visitarem as lavouras de milho/safra e safrinha em Lucas do Rio Verde, nesta terça-feira (25.01).

Representando mais de 7.500 produtores rurais a Aprosoja-MT, quer alertar os associados quanto a “praga” que pode ser sinônimo de prejuízo no campo. A cigarrinha-do-milho pode destruir grandes áreas de cultivo.

De acordo com o vice-presidente da Aprosoja-MT, Lucas Costa Beber, desde o ano passado a entidade já vem detectando prejuízos grandes com a cigarrinha-do-milho. “Fizemos vários debates, realizamos Live e rodadas técnicas. Agora esse ano, estamos trazendo o MAPA, Indea e Embrapa para conhecerem de perto esse problema que vem tirando o sono do produtor. Nada melhor do que eles verem em loco as dificuldades enfrentadas pelos agricultores, para que assim possamos debater e chegar a um ponto em comum no manejo dessa “praga”, declarou Beber.

Leia mais:  Aprosoja-MT protocola documento pedindo providência nos cancelamentos e altas dos insumos

O produtor rural de Lucas do Rio Verde e presidente do Sindicato Rural do Município, Antônio Isacc Lira afirmou que, “hoje estamos convivendo com esse grande e sério problema no milho, após 20 dias plantado observamos uma grande proporção de cigarrinha-do-milho, isso que já havíamos feito aplicações de defensivos nele”, alertou Lira.

A Pesquisadora em fitopatologia da Embrapa Milho Sorgo, Dagma Dionísia da Silva, disse que a cigarrinha-do-milho é um inseto que por si só ainda não causa muita preocupação, mas quando ela transmite patógenos que são as viroses e duas bactérias, que são os enfezamentos vermelho aí sim são problemas porque vai causar doenças lá na frente. “O que precisa ser feito? A partir do momento que a “praga” chega na região o produtor precisa fazer o manejo. Não existe uma única técnica, mas o manejo tem que ser feito desde o início do plantio, a medida em que que são implementados esses cuidados o produtor vai aprendendo a conviver com o problema”, explicou. A pesquisadora salientou ainda que, a presença de plantas de milho tiguera favorece a sobrevivência do inseto, “que se multiplica e migra para outras lavouras”.

Leia mais:  Aprosoja-MT disponibiliza cartilha sobre o manejo de nematoides da soja

Para o secretario secretário de Defesa Agropecuária do MAPA, José Guilherme Leal, “é importante a inciativa da Aprosoja-MT em fazer essa visita na lavoura, agregamos a Embrapa, Indea-MT e os técnicos da inciativa provada que têm experiencia no dia a dia no campo, para que a gente possa ver a situação e discutir algumas medidas e trabalhar com a implantação de manejo e pesquisas para acelerar o processo e as discussões. Queremos colocar mais ferramentas para o agricultor que está tendo tanto prejuízos”, enfatizou ao parabenizar a inciativa da Aprosoja-MT.

Após a visita as lavouras, as autoridades e técnicos participaram de um debate com produtores e representantes do setor do agro no Sindicato Rural de Lucas do Rio Verde.

Participaram da comitiva, além do vice-presidente da Aprosoja-MT, Lucas Costa Beber, os diretores da entidade, Nathan Belusso, Antônio Cavalaro e Zilto Donadello. O prefeito do Município, Miguel Vaz, representante da secretaria de Agricultura da cidade, as Fundações Rio Verde e Mato Grosso, Instituto de Pesquisas e Sindicato Rural.

Fonte: Rosangela Milles

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: comunicacao@aprosoja.com.br

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Agro News

Aprosoja-MT apresenta propostas para desburocratização e melhorias de processos fiscais e tributários da SEFAZ

Publicado

por


Política Agrícola e Logística

Aprosoja-MT apresenta propostas para desburocratização e melhorias de processos fiscais e tributários da SEFAZ

Entre as dificuldades apresentadas pelos produtores rurais está a apresentação de nota fiscal por meio eletrônico

20/01/2022

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) apresentou propostas de aperfeiçoamento dos processos relativos à fiscalização estadual junto a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT). As demandas foram elencadas em reunião realizada por videoconferência, na terça-feira (18.01), entre o consultor de Política Agrícola da Aprosoja-MT, Thiago Rocha, e a responsável pela Unidade de Contencioso Administrativo Tributário – UCAT e presidente do Conselho de Contribuintes do Estado, Maria Célia de Oliveira Pereira.

Dentre os temas abordadas estão o fortalecimento do conselho de contribuintes como caminho para a redução do contencioso e das judicializações de créditos tributários; o aumento da representatividade do agro nas câmaras de julgamento, hoje com apenas um assento; a publicação de acórdãos das decisões e a elaboração de um Código de Defesa do Contribuinte, instrumento já implementado em várias outras Unidades da Federação.

Leia mais:  Equipe da Aprosoja-MT atende centenas de produtores rurais no Dinetec

“Recebemos com muito otimismo a posse da servidora Maria Célia como Presidente do Conselho de Contribuintes. Todos conhecem sua postura de defesa do erário e também de uma característica muito importante para a posição, ela ouve genuinamente as reclamações dos contribuintes, enfatizou Rocha.

Aprosoja Mato Grosso ainda destacou a importância de solucionar problemas tributários. “O mundo evolui na direção do modelo multiportas para a solução de conflitos tributários e o Conselho de Contribuintes do estado de Mato Grosso é sem dúvida o âmbito ideal para esse aperfeiçoamento”, finaliza o consultor de política agrícola.

Outros encaminhamentos – Na quarta-feira (19.01), a entidade encaminhou, via ofício, dois outros temas para o Secretário de Estado de Fazenda, Rogerio Gallo. Os assuntos são a regulamentação do trânsito de mercadorias amparado por Notas Fiscais Eletrônicas em meio digital, apresentadas a fiscalização volante pelo contribuinte ou transportador por meio de dispositivos eletrônicos como celulares e tablets e a solicitação de criação da Procuração Fiscal Eletrônica. Isso porque os produtores tiveram que se adaptar a ausência ou a má qualidade do sinal de dados em algumas regiões para emitirem as escriturações fiscais que migraram para os meios digitais, não tendo sentido o Fisco permanecer solicitando documentos impressos durante as fiscalizações volantes.

Leia mais:  Armazém para Todos é lançado pela Aprosoja MT

Confira o ofício clicando aqui

Fonte: Ascom

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: comunicacao@aprosoja.com.br

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Agro News

Diversas autoridades e produtores rurais participam do primeiro dia da visita técnica ao Ctecno Parecis

Publicado

por


Defesa Agrícola

Diversas autoridades e produtores rurais participam do primeiro dia da visita técnica ao Ctecno Parecis

“O Centro de Tecnológico nada mais é do que um local de teste e reteste de pesquisas dos agricultores, associados da Aprosoja-MT”, declarou o presidente da entidade, Fernando Cadore

17/01/2022

“O Ctecno nada mais é do que o Centro de Pesquisa de teste e reteste em tecnologia dos produtores rurais associados da Aprosoja-MT, ele tem independência para testagem, disponibiliza dados de maneira gratuita para o mercado e agricultores, positivos ou negativos com toda imparcialidade”, declarou o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Fernando Cadore.

Na abertura do evento, centenas de produtores rurais e autoridades participaram do primeiro dia da vista técnica ao Ctecno Parecis, localizado a Rodovia MT-488, em Campo Novo do Parecis, anexo a Fazenda Vô Arnold – Agroluz. Com área total de 88 hectares, é considerado o maior centro de pesquisa independente do Brasil. A textura de solo local varia entre 7 e 35 por cento de argila, destinada as pesquisas que auxiliam o produtor rural com áreas nessas condições.

De acordo com o vereador e presidente da Câmara de Campo Novo do Parecis, Willian Freitas, “é de grande importância nos vemos essa parceria entre o nosso município e a Aprosoja-MT, em unir forças e contribuir com agricultura em nível nacional, porque esses novos protocolos vão revolucionar, através dos solos arenosos e contribuir para o desenvolvimento da lavoura de todo Brasil”, destacou Freitas.

Leia mais:  Primavera do Leste tem nascentes em ótimo estado de conservação

Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Normando Corral, parabenizou a Aprosoja-MT, que se baseia em pesquisas para auxiliar o produtor rural no seu dia a dia. “O que Aprosoja fez hoje aqui, foi reunir atores e fatores que fizeram, fazem e farão para que o agro em MT. Temos uma extensão territorial que permite grande produção e isso se deve a vocação dos produtores rurais, aqueles que vieram de fora e aqueles que aqui já estavam, mas principalmente todos amparados pela ciência, sem a ciência, sem os pesquisadores não conseguíamos as adaptações de variedades para esse sucesso”.

O produtor rural Jesus José Cassol afirmou que o “Ctecno está sendo inaugurando de forma independente e seguindo os vários protocolos dos diversos tipos de solos arenosos e isso representa muito para MT, principalmente para os manejos de plantas para fazerem reciclagem, rotação e outros controles necessários”, afirmou Cassol.

“A produção tem que ser aliada a tecnologia o mundo cresce de forma vertiginosamente então a produção tem que acompanhar, nós precisamos matar a fome da nossa população e a única forma que nós temos é através desses experimentos da pesquisa e da ciência, declarou o deputado Estadual Faissal Kalil, ao parabenizar a Aprosoja-MT, pelo evento.

Leia mais:  Aprosoja MT lança campanha de prevenção e combate a incêndio em área rural

Jerusa Rech, gerente da Defesa Agrícola da Aprosoja-MT, disse que a abertura do evento foi um sucesso e superou as expectativas. “Temos a participação em massa dos produtores rurais daqui da região oeste e também de outras regiões. É um dia muito importante com assuntos técnicos e de interesse dos produtores rurais que estão sendo tratados nessa área experimental.

“A cada ano surgem novas adversidades, pragas doenças e o intuito desse campo é assim, estar trazendo os problemas que surgem no campo pra dentro para ser estudado e avaliados pelos melhores técnicos de MT e tentar buscar uma solução para esses problemas para os produtores rurais otimizarem o uso do seu solo conforme sua analise solo baseado em pesquisa”, finalizou presidente da Aprosoja-MT, Fernando Cadore.

O evento seguirá até amanhã (18.01), com todos os protocolos de biossegurança para evitar a disseminação do Covid-19.

Fonte: Rosangela Milles

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: comunicacao@aprosoja.com.br

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

BRABINHO OURO INFORMA

R$ 308,54

Peixoto de Azevedo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Política Nacional

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - REDE CENTRO NORTE DE COMUNICAÇÃO LTDA-ME - CNPJ: 34.052.986/0001-65 | Peixoto de Azevedo - MT
Desenvolvido por InfocoWeb - 66 9.99774262