Home » Professor de colégio tradicional em Cuiabá está desaparecido há 3 dias

Professor de colégio tradicional em Cuiabá está desaparecido há 3 dias

por Joao Silvestri
professor-de-colegio-tradicional-em-cuiaba-esta-desaparecido-ha-3-dias

SUMIDO

Publicado em

5 de maio de 2024

CUIABÁ

Foto: Reprodução

O professor Celso Odinir Gomes, de 60 anos, está desaparecido desde a última sexta-feira (3), após sair de sua casa, no bairro Dom Aquino em Cuiabá, para ir sua chácara em Santo Antônio de Leverger, a 35 km da capital.

Conforme a Polícia Civil, ele saiu vestido com uma camiseta de time e uma calça escura. O último contato do professor com a família ocorreu por volta das 19h de sexta-feira. Ele está em um veículo Gol com placas QCD-4202 e seu celular está fora de área.

Celso atua como professor de matemática no Colégio Salesiano Santo Antônio, no Coxipó, uma das escolas particulares mais tradicionais de Cuiabá. Em suas redes sociais, a unidade de ensino fez postagens pedindo informações sobre o profissional.

A Polícia Civil disponibiliza o número 197 para quem tiver informações do paradeiro do professor.

MT NOTÍCIAS

CUIABÁ

Jovem de 27 anos é encontrada morta dentro de apartamento em Cuiabá

Publicados

1 semana atrás

em

25 de abril de 2024

Foto: Reprodução

Uma jovem identificada como  Fernanda Kelly da Silva Souza, de 27 anos, foi encontrada morta na manhã desta quinta-feira (25), dentro do seu apartamento no Condomínio Chapada das Safiras, no bairro Santa Izabel, em Cuiabá.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por vizinhos, que sentiram um cheiro forte saindo do apartamento da vítima. Fernanda havia sido vista pela última vez na tarde de terça-feira (23).

A Polícia Militar arrombou a porta do apartamento na presença do síndico e encontrou o corpo da vítima dentro do quarto, já em estado avançado de decomposição.

Segundo o boletim de ocorrência, o corpo não apresentava sinais de violência apontando para uma provável morte natural. O local foi periciado e a Polícia Civil apura o caso.

MAIS LIDAS DA SEMANA

você pode gostar