Home » Proprietário de fazenda é preso por suspeita de homicídio em caso de homem ‘morto por onça’ em Mato Grosso

Proprietário de fazenda é preso por suspeita de homicídio em caso de homem ‘morto por onça’ em Mato Grosso

por Rebeca Moraes
proprietario-de-fazenda-e-preso-por-suspeita-de-homicidio-em-caso-de-homem-‘morto-por-onca’-em-mato-grosso

A Polícia Civil realizou a detenção, no sábado (27), do proprietário de uma fazenda onde um homem foi encontrado morto na última quarta-feira (24), em Tapurah, Mato Grosso. O fazendeiro foi considerado suspeito pela morte do trabalhador, identificado como Dinalto Machado Lopes, de 52 anos. O caso está sendo tratado como homicídio, e além da prisão do suspeito, três mandados de busca foram cumpridos na propriedade.

O delegado a cargo do caso, Artur Almeida, mencionou que a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) descartou a possibilidade de que Dinalto tenha sido vítima de um ataque de onça-pintada. Segundo o perito Nilton Dalberto, não foram encontrados indícios de ataque animal no local onde o corpo foi encontrado, mas sim sinais de homicídio. O exame de necropsia revelou que a vítima sofreu três tiros no tórax e que sua mão foi amputada por uma arma branca, sugerindo uma ação deliberada.

Dinalto foi descoberto na região de Pontal do Borges, na zona rural de Tapurah. Inicialmente, suspeitava-se que ele havia sido atacado por uma onça-pintada enquanto realizava reparos na cerca da fazenda onde trabalhava. No entanto, outros funcionários da propriedade notaram sua ausência e encontraram rastros que levavam até a mata.

O corpo da vítima foi arrastado por cerca de 300 metros até a beira do Rio Borges, próximo ao local do fato. Moradores da região relataram à polícia terem avistado filhotes de onça na área, mas as evidências indicam um cenário de homicídio. O suspeito agora está sob custódia da justiça enquanto as investigações prosseguem.

[Continua depois da Publicidade]

você pode gostar